Em reunião, Santos e São Paulo combinam pacto de silêncio por Cleber

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Divulgação/SantosFC

    Zagueiro Cleber ainda pode deixar o Santos e se transferir para o São Paulo

    Zagueiro Cleber ainda pode deixar o Santos e se transferir para o São Paulo

Os presidentes Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, do São Paulo, e Modesto Roma, do Santos, se reuniram em um restaurante em São Paulo na última quinta-feira. O motivo do encontro, como antecipou o UOL Esporte, foi a possível transferência do zagueiro Cleber para o clube do Morumbi.

Na reunião, os dirigentes combinaram uma espécie de "pacto de silêncio" sobre a negociação. A cúpula são-paulina ainda espera um contato direto com o jogador antes de externar a transação e o possível acordo.

Cleber está inclinado a jogar no São Paulo, mas se mostrou duvidoso no início da transação, na semana passada. O atleta acreditava que sairia por baixo na carreira ao deixar o Santos na reserva. Ele tem convicção de que pode ganhar espaço no time e se firmar como titular.

O estafe de Cleber, no entanto, o aconselhou a se transferir ao São Paulo. Com bom relacionamento na Vila Belmiro, eles sabem que o jogador não terá grandes oportunidades enquanto o técnico Dorival Júnior estiver no comando da equipe.

O acordo financeiro já está acertado entre Santos e São Paulo. Como revelou o UOL Esporte na última terça-feira, o clube do Morumbi pagará o jogador de forma parcelada. O São Paulo gastará R$ 7 milhões no total. O clube do Morumbi pagará o Santos pelo valor que ele já investiu no jogador – pouco mais de R$ 2 milhões – e ficará responsável pelas parcelas de 2018 e 2019.

O acerto salarial com Cleber ainda será discutido no encontro do jogador com a diretoria do São Paulo, mas o zagueiro deve receber no Morumbi o mesmo ordenado que recebe na Vila Belmiro.

Apesar de muita gente questionar o alto valor para se contratar um zagueiro reserva, integrantes da diretoria do São Paulo acreditam que o preço está dentro do mercado. Além disso, como o clube terá de arcar no momento com pouco mais de R$ 2 milhões, o restante poderá ser recuperado no futuro caso o atleta seja negociado, na visão dos cartolas.

Por outro lado, o São Paulo diz ter caixa para investir em contratações. Nos próximos meses, o São Paulo deve receber 2 milhões de euros por David Neres, vendido para o Ajax; 2,5 milhões de euros por Alan Kardec, negociado com o Chongqing Lifan; 1,25 milhão de euros por conta da transação de Ganso com o Sevilla; e deve ter mais 1,5% da transferência do goleiro Ederson, do Benfica, para o Manchester City.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos