Carro com funcionários do Grêmio capota em viagem até Chapecó

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Marinho Saldanha/UOL Esporte

    Fernandão, de óculos na cabeça, era um dos seguranças que estava no carro

    Fernandão, de óculos na cabeça, era um dos seguranças que estava no carro

Um carro que levava quatro funcionários do Grêmio até Chapecó capotou na manhã desta terça-feira (6). O acidente não deixou feridos graves e os passageiros já foram liberados pelos médicos após atendimento em hospitais da região.

O acidente é um dos argumentos do Grêmio para pedir o adiamento do jogo com a Chapecoense, válido pela quinta rodada do Brasileirão, inicialmente marcado para quarta (07), às 21h45, na Arena Condá.

No carro, além de seguranças e funcionária da área de saúde do departamento de futebol do Grêmio, estava profissional de logística de empresa terceirizada. Um dos ocupantes do veículo era o segurança Fernandão, figura conhecida no clube. 

Eles foram antes como de praxe, para organizar a chegada da delegação. Jogadores e comissão técnica tem voo marcado para as 15h (Brasília), mas não devem embarcar. Por conta do pedido de adiamento do jogo em virtude das condições climáticas.

O acidente ocorreu após o carro cair em um buraco da estrada e perder estabilidade. Após isso, capotou na pista. Apesar do episódio, nenhum dos passageiros se feriu.

A ocorrência foi registrada a cerca de 50 quilômetros de Chapecó.

O Grêmio protocolou junto à CBF pedido de adiamento do jogo por conta do mau tempo. Com fortes chuvas, o aeroporto de Chapecó foi fechado. O acidente com carro dos funcionários fez o Tricolor descartar viagem de ônibus ao elenco e comissão técnica.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos