Com chances de sair, Rodriguinho decide futuro no Corinthians após seleção

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

    Rodriguinho serve a seleção brasileira até o próximo dia 13; depois, vai avaliar o futuro

    Rodriguinho serve a seleção brasileira até o próximo dia 13; depois, vai avaliar o futuro

A primeira viagem ao exterior com a seleção brasileira é um ponto importante dentro da guinada na carreira de Rodriguinho, 29 anos. Entre os jogadores que recebem de Tite a oportunidade de servir o Brasil em testes até a Copa do Mundo, o meia se divide entre ficar ou deixar o Corinthians, uma escolha que pode ser determinante também para seu futuro em diferentes aspectos.

Nas últimas semanas, a importância de Rodriguinho cresceu dentro da equipe, o que poderá abrir horizontes no mercado. Interessado no jogador nas últimas duas janelas de transferência, o Fenerbahce voltou à carga pelo meia do Corinthians recentemente e promete apresentar mais uma oferta para aquisição dele em breve.

Apesar do assédio turco, o estafe de Rodriguinho acredita que uma equipe de liga mais importante da Europa deve apresentar uma oferta concreta durante a janela de transferências da Europa, nos próximos dias. Caso esse plano se concretize, o meia teria o cenário ideal para se manter competitivo por uma vaga na seleção brasileira.

Do outro lado, está a forte possibilidade de permanência no Corinthians. Se foi firme no início do ano para recusar oferta do Fenerbahce, manter Rodriguinho e estender seu contrato por mais dois anos (o vínculo que ia até o fim de 2017 foi ampliado até 2019), a direção do clube promete repetir essa posição. Somente uma oferta que possa ser classificada como "irrecusável" mudaria o panorama.

Rodriguinho, conforme tem manifestado publicamente, vive um momento para lá de especial. Alçado ao posto de destaque por Fábio Carille, joga mais perto do gol, tem decidido partidas como a final do Paulistão e foi até apontado por Mano Menezes, do Cruzeiro, como melhor jogador do país na atualidade. Preferências à parte, conquistou um salário bem melhor na renovação de contrato e leva uma boa vida em São Paulo.

A possibilidade de disputar uma Copa do Mundo, naturalmente, mexe com o meia. Ser destaque no Corinthians deixaria essa hipótese aberta – ele concorre, hoje, com Lucas Lima (Santos), Diego (Flamengo) e Giuliano (Zenit-RUS) por duas vagas no grupo de Tite. A seu favor, pesa o maior tempo de trabalho com o treinador que o recuperou e reinventou no Corinthians em 2015 e 2016.

Ainda assim, a possibilidade de ser negociado e seguir na briga também é considerada por Rodriguinho e seus empresários. Há confiança no momento técnico dele e de que, se mantido o nível em uma nova equipe importante da Europa, as chances de estar na Rússia também seriam razoáveis.

Todos os ingredientes serão colocados à mesa nos próximos dias, quando Rodriguinho retornar de sua experiência na Austrália, pela seleção brasileira. O estafe do meia planeja uma reunião importante para avaliar propostas, o momento no Corinthians e as chances de Copa do Mundo para traçar os próximos passos.

Os números de Rodriguinho pelo Corinthians em 2017:

Jogos oficiais: 24 de 30 disputados (quarto do elenco)
Minutos: 2031
Minutos por jogo disputado: 84
Gols no ano: 9 (vice-artilheiro do elenco)
Assistências no ano: 5 (vice-líder do elenco)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos