Everton Ribeiro puxa lista, e Fla investe R$ 89,8 milhões em atual elenco

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Montagem/UOL

    Flamengo abriu os cofres para montar atual elenco: R$ 89,8 milhões

    Flamengo abriu os cofres para montar atual elenco: R$ 89,8 milhões

A contratação de Everton Ribeiro mostra que o Flamengo vai muito bem quando o assunto é finanças. Os R$ 22 milhões investidos no apoiador evidenciam que o Rubro-negro está decidido a montar um elenco que vá brigar por cada competição que disputar. Somado o valor do novo camisa 7, o clube da Gávea já investiu R$ 89,8 milhões na montagem do atual elenco, que teve início em 2013, com a chegada de Gabriel (R$ 3 milhões na época).

O posto de segunda transferência mais cara é dividido entre Paolo Guerrero e Mancuello. O atacante estava em fim de contrato com o Corinthians e chegaria de graça, mas pediu luvas de R$ 12 milhões para assinar contrato. Esse valor foi o mesmo que o Flamengo pagou ao Independiente-ARG para fechar com o meio-campista na temporada passada.

Em seguida aparece Orlando Berrío. Um dos destaques do Atlético Nacional-COL na conquista da Libertadores de 2016, o colombiano fez o Flamengo desembolsar R$ 11 milhões. Pelo valor, inclusive, o atacante ainda está devendo em campo, já que sequer assumiu a titularidade.

Situações semelhantes vivem Cuellar e Donatti. O volante custou R$ 8 milhões por 70% dos direitos econômicos. O zagueiro, por sua vez, foi precificado em R$ 5,4 milhões. Ambos sofrem para jogar no Flamengo e têm grandes chances de deixarem a equipe.

Craque do time, Diego chegou ao Flamengo em situação parecida com a de Guerrero. Sem contrato na Europa, ele pediu luvas de R$ 5 milhões para vestir a camisa do Rubro-negro.

Com a falta de sucesso de Donatti e as recentes reclamações do titular Rafael Vaz, o Flamengo ainda precisou buscar mais um zagueiro. Rhodolfo, que estava no Besikitas-TUR, foi o escolhido, e o Rubro-negro pagou R$ 4 milhões.

Com a venda de Jorge para o Mônaco, o Flamengo correu para repor a posição e trouxe dois reforços. Trauco veio de graça. Já Renê, que estava no Sport, custou R$ 3 milhões por 50% dos direitos econômicos.

Os investimentos mais baratos do atual elenco foram Alex Muralha e Rodinei. O goleiro, então no Figueirense, custou R$ 2 milhões, enquanto o lateral direito trocou a Ponte Preta por R$ 2,4 milhões.

Os demais jogadores que formam o elenco são formados nas categorias de base ou chegaram por oportunidade de mercado, casos de Rômulo e Conca. A torcida do Flamengo espera que tamanho investimento seja traduzido em títulos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos