Thiago Silva muda comportamento na seleção e volta a ser titular

Vitor Pajaro

Colaboração para o UOL, em Melbourne (Austrália)

  • Bruno Domingos/MoWa Press

    Thiago Silva ao lado de Marquinhos, na seleção brasileira

    Thiago Silva ao lado de Marquinhos, na seleção brasileira

O ano era 2015. E o Brasil sem Neymar não fazia uma boa campanha na Copa América do Chile. Nas quartas de final, a eliminação precoce para o Paraguai teve um culpado: o zagueiro Thiago Silva. Pelo menos foi o que disse à época o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero.

"Nossa desclassificação foi pelo erro de um atleta", citou, apontando o erro do zagueiro que cometeu um pênalti ao colocar a mão na bola.

E não foi só o cartola. Dunga, então treinador, nunca mais incluiu o zagueiro do PSG em suas listas. O fato é que antes disso Thiago e o técnico já haviam sido protagonistas de outros episódio pós Copa do Mundo, quando o treinador resolveu trocar o dono da braçadeira de capitão. A mudança não agradou ao jogador, que cobrou explicações via imprensa, assim como a reclamação não soou bem para o técnico. 

Passados quase dois anos da eliminação na Copa América, o zagueiro enfim poderá voltar a ser titular na seleção brasileira. Nesta sexta-feira (9), no amistoso contra a Argentina, em Melbourne (Austrália), o jogador deve formar a dupla de zaga ao lado de Gil.

Apesar de ser a primeira chance como titular com Tite, Thiago só não esteve na primeira lista de convocados do treinador e já entrou no decorrer de partidas contra Argentina e Paraguai pelas eliminatórias.

O comando sobre o grupo é um dos pontos fortes de Tite e contribuiu para que Thiago aceitasse a reserva mesmo sendo considerado um dos melhores zagueiros da Europa. Para Dunga, o antecessor, este também era um problema, que chegou a citar que o zagueiro do PSG não lidaria bem com a reserva por ser protagonista em seu time.

Thiago Silva, de fato, também mudou. Não cobrou convocação e nem titularidade. Pelo contrário, sempre faz questão de agradecer Tite pela nova oportunidade com a camisa amarela.

UOL transmite a partida

O UOL transmitirá ao vivo, em vídeo, os amistosos da seleção brasileira contra Argentina e Austrália, respectivamente nos dias 9 e 13 de junho, em Melbourne (Austrália). As duas partidas poderão ser acompanhadas na web e na versão mobile a partir das 7h (de Brasília)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos