Dortmund pede mais de R$ 330 milhões para liberar Dembélé ao Barcelona

Do UOL, em São Paulo

  • Odd Andersen/AFP

    Dembélé comemora gol do Dortmund sobre o Frankfurt na final da Copa da Alemanha

    Dembélé comemora gol do Dortmund sobre o Frankfurt na final da Copa da Alemanha

De acordo com reportagem do jornal espanhol "Mundo Deportivo", o Borussia Dortmund pede 90 milhões de euros (cerca de R$ 331,1 milhões) para liberar Ousmane Dembélé ao Barcelona. O atacante francês, de 20 anos de idade, foi vendido pelo Rennes ao clube inglês por 15 milhões de euros (aproximadamente R$ 55,2 milhões) em 2016.

No ano passado, quando Dembélé fechou com o Dortmund, o atacante já havia sido alvo de investida de Roberto Fernández Bonillo, secretário técnico do Barcelona. No entanto, o francês preferiu ir jogar no clube alemão para ter mais espaço ao invés de virar reserva de Messi, Neymar e Suárez na Catalunha.

O preço de Dembélé torna a negociação difícil, especialmente porque o Barcelona tem a lateral-direita e o meio como posições mais carentes no elenco. No entanto, a saída do técnico Thomas Tuchel pode facilitar a saída do francês do Dortmund.

A insatisfação do atacante com o desligamento do treinador se soma com a das quartas de final da Liga dos Campeões da Europa, quando o Dortmund enfrentou o Monaco um dia depois do atentado que feriu Marc Batra. Dembélé foi um dos mais frustrados com a situação.

Se for vendido pelo preço exigido, o jogador se tornará o mais caro da história do clube alemão. O recorde pertence a Henrikh Mkhitaryan, vendido para o Manchester United por 42 milhões de euros (cerca de R$ 154,51 milhões) em 2016.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos