Jogo das eliminatórias tem discussão entre companheiros de Roma e agressão

Do UOL, em São Paulo

  • Dado Ruvic/Reuters

    Jogadores de Bósnia e Grécia brigam em campo

    Jogadores de Bósnia e Grécia brigam em campo

O jogo entre Bósnia e Herzegovina e Grécia, disputado na sexta-feira (9), pela sexta rodada do grupo H das eliminatórias europeias para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, terminou em confusão no gramado.

Logo após o apito final, o zagueiro grego Kostas Manolas e o atacante bósnio Edin Dzeko, companheiros de Roma, se estranharam na saída do campo. Dzeko chegou a empurrar Manolas pelo rosto.

Ambos foram separados, mas uma nova confusão começou e o assistente-técnico da Bósnia, Stephane Gilli, acertou o atacante Giannis Gianniotas com um soco no rosto. O jogador perdeu um dente.

A Uefa ainda não se manifestou sobre possíveis sanções às duas seleções, que ficaram no empate por 0 a 0.

Após a partida, Dzeko preferiu o silêncio, enquanto Manolas explicou o incidente.

"Algumas coisas não podem acontecer. Faltaram com respeito ao nosso hino nacional. É uma vergonha. Essas coisas não representam o futebol. Nós temos que pensar no futebol, mas parecia uma guerra", disse Manolas.

A Grécia está na segunda colocação do grupo H, com 12 pontos, enquanto a Bósnia é terceira, com 11 pontos. A liderança é da Bélgica, que tem 16 pontos.

O primeiro colocado de cada um dos nove grupos se classifica diretamente para a Copa do Mundo, enquanto os oito melhores segundos colocados fazem um mata-mata para decidir os outros quatro classificados.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos