Crença de Leila em Mattos passa por aval de Galiotte e sucesso com Borja

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Alex Silva/Estadão Conteúdo

    Criticado por conselheiros, Alexandre Mattos conta com o apoio da dona da Crefisa

    Criticado por conselheiros, Alexandre Mattos conta com o apoio da dona da Crefisa

Criticado por conselheiros do Palmeiras – especialmente os ligados ao grupo político de Mustafá Contursi, o maior do Conselho Deliberativo - pelo planejamento para a temporada 2017, Alexandre Mattos recebeu na última semana a blindagem de Leila Pereira, proprietária do grupo Crefisa/FAM, conselheira do clube e defensora do modus operandi do diretor de futebol.

A confiança no trabalho do dirigente cresceu mais nesta temporada, quando tanto Alexandre Mattos quanto Leila Pereira ganharam ainda mais autonomia no dia a dia do Palmeiras. O dirigente contou com aporte financeiro da parceira, que transcendeu a renovação do contrato de patrocínio para reforçar o elenco campeão brasileiro no ano passado.

O dirigente centraliza as negociações e deixa Leila informada das movimentações; a empresária, por outro lado, também usufrui de uma participação maior dentro do clube - participou da reapresentação de Cuca e recebeu aplausos na primeira reunião no Conselho Deliberativo.

Um caso que ratifica esta confiança ocorreu na contratação mais badalada (e cara) da temporada – Miguel Borja, R$ 35 milhões. Mattos e a sócia da Crefisa trocaram dez ligações durante o dia no qual o colombiano acertou para reforçar o ataque alviverde.

O sucesso na negociação serve como mais um ponto a se considerar no respeito de Leila Pereira pelo dirigente. Com o apoio da Crefisa que liberou a verba para o negócio, Mattos conseguiu convencer Borja a abdicar da ideia de ir ao futebol chinês, onde a valorização financeira seria ainda maior.

O dirigente possui acesso direto a Leila e também a José Roberto Lamacchia. Recentemente, Mattos jantou com o marido de Leila Pereira e também sócio-proprietário do grupo Crefisa/FAM e levou o técnico Cuca junto.

Um dos assuntos conversados apontava para a necessidade de novas contratações, como o atacante tão desejado pelo treinador. A primeira tentativa mais forte, com o aval da empresa, foi em Richarlison, um dos destaques do Fluminense neste início de Campeonato Brasileiro. Porém as negociações foram encerradas e o atleta permanecerá no time carioca.

Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Leila Pereira ganhou liberdade no dia a dia e até participou da apresentação de Cuca

O casal Crefisa confia no julgamento de Mattos também pelas recomendações de Mauricio Galiotte. O presidente do clube, que também defende a profissionalização do futebol, ao contrário do ex-presidente Mustafá Contursi, um dos seus padrinhos políticos, admira a persuasão do dirigente nas negociações – como no caso de Borja citado acima.

"Comprometi-me com o Galiotte que, enquanto ele [Alexandre Mattos] estiver à frente do Palmeiras, a Crefisa e a Faculdade das Américas estarão juntas a ele", disse Leila, em entrevista concedida ao 'Esporte Interativo' na semana passada.

"[As críticas são] uma injustiça monumental, me deixam extremamente chateada. Esse rapaz veio para o Palmeiras com dois títulos brasileiros na bagagem, pelo Cruzeiro. Entrou no Palmeiras e fomos vice-campeões do Paulista e campeões da Copa do Brasil, em 2015. No ano seguinte, campeões do Brasileiro. Poxa vida, como alguém pode duvidar desse profissional?", questionou a empresária.

"Ele está sendo criticado até por alguns conselheiros e acho falta de ética fazer isso para desestabilizar o ambiente", encerrou Leila Pereira, em fala que irritou conselheiros tanto da situação quanto da situação do Conselho Deliberativo do Palmeiras.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos