Pernambucano deve ter final adiada; jovem Salgueiro sofre perda de atletas

Roberto Oliveira

Colaboração para o UOL, em Recife

  • Clélio Tomaz/AGIF

    Sport e Salgueiro empataram por 1 a 1 primeira final do Pernambucano, há 36 dias

    Sport e Salgueiro empataram por 1 a 1 primeira final do Pernambucano, há 36 dias

O Campeonato Pernambucano 2017 ficará marcado com um dos mais longos da história. Ele ainda não terminou e deve ter seu capítulo final adiado. A decisão do Estadual entre Sport e Salgueiro está marcada para o próximo domingo (18) - mesma data dos jogos do Leão da Ilha contra o Vitória, pela Série A, e do Carcará do Sertão contra o Cuiabá, pela Série C. No jogo de ida, no já distante 7 de maio, deu empate por 1 a 1 no Recife.

O imbróglio no calendário se formou por dois motivos. Primeiro, desde a primeira partida da final do Pernambucano, o Sport viveu uma sequência de 11 jogos por cinco competições diferentes: Nordestão, Sul-Americana, Copa do Brasil e Brasileirão, além do próprio Estadual. E recebe nesta quarta (14) o São Paulo pela Série A. Neste período, não teve sequer mais que cinco dias de descanso entre um jogo e outro, nenhuma semana cheia.

Assim, a única data possível para o jogo contra o Salgueiro foi 18 de junho. Acontece que, para isso, o jogo de domingo contra o Vitória teria de ser adiado, e o Leão Baiano passaria a mandar três partidas seguidas no Barradão, o que não é permitido pelos critérios do Brasileirão. Ou seja, o embate entre pernambucanos e baianos deve ser mantido pela CBF, implicando adiamento da decisão do Estadual em Salgueiro.

Diante do choque de calendário, a Federação Pernambucana de Futebol tem mantido diálogo permanente com os finalistas enquanto tenta junto à CBF o adiamento das partidas nacionais.Tal possibilidade, no entanto, parece mais que remota a cinco dias da final do Pernambucano. As possíveis datas que surgem como alternativa são 28 de junho ou 5 de julho - quase dois meses após o jogo de ida na Ilha.

O clássico nordestino entre Sport e Vitória pelo Brasileirão, inclusive, já teve seu horário alterado para "atender a grade de programação do canal Premiere", conforme o site da CBF. Antes marcado às 19h, agora passou para 19h30.

Segundo a Federação Pernambucana, o desejo do presidente Evandro Carvalho é a manutenção da final do Estadual para o próximo domingo, mas a última palavra será da entidade máxima do futebol nacional.

"Pelo presidente Evandro a final seria no dia 18 e estamos em contato com a CBF para ser mantida a data da final da Pernambucano. Aguardamos a posição da CBF, provavelmente vamos tê-la na quarta-feira (14)", disse à reportagem a assessoria de comunicação da Federação.

"Sabemos que é quase impossível, porque tem a TV, o calendário apertado. Estávamos tentando, mas não temos mais o que fazer, estamos esperando a resposta da CBF. Buscamos o melhor tanto para o Sport como para o Salgueiro", acrescentou a entidade estadual.

Procurada pelo UOL Esporte para comentar o imbróglio, a CBF informou por meio de sua assessoria de comunicação que tem acompanhado o caso, mas que só irá se posicionar diretamente para sua filiada estadual.

"A CBF recebeu a notificação e tem mantido conversas com a Federação. Assim que for decidido, o que deve acontecer em breve, o retorno da CBF será dado diretamente à Federação", afirmou a assessoria da entidade.

Em busca de seu maior título, Salgueiro sofre perda de atletas

Elo mais fraco da história, o Salgueiro vê a indecisão sobre a data da final do Pernambucano como um "banho de água fria" em sua pretensão de conquistar o título inédito. Caso venha, o troféu do Estadual será o mais importante na história do clube - criado em 1972, mas profissionalizado apenas em 2005.

Com pouco poder de barganha, o Carcará vê destaques de sua campanha no Estadual terminando seus contratos ou saindo após receberem propostas de outros clubes com orçamentos mais robustos. O adiamento da decisão, aliás, só aumenta a possibilidade de perda de atletas no time sertanejo.

"Um atleta já perdemos, Valdeir, que já está embarcando para Portugal. Dois atletas nós renovamos com uma uma cláusula de proposta, que se chegar temos de liberar. Como já chegou proposta da Série B, devemos perder também", contou à reportagem do presidente do Salgueiro, José Guilherme.

"Já seria muito difícil com a gente completo, com cidade mobilizada, uma final pela primeira vez aqui no sertão. Depois disso tudo, foi um banho de água fria. A gente viu a força do Sport fora contra o Santa Cruz, contra o próprio Bahia na final da Copa do Nordeste. Então melhor focar agora na Série C senão pode ser pior para a gente depois. Sobre o Pernambucano, no dia que marcarem a final, a gente vai se preocupar durante a semana", explicou o mandatário, em tom resignado.

"A CBF é maior que a Federação, que já escalou até a comissão de arbitragem para o jogo de domingo da Série C, que é contra o Cuiabá. Pela escala da CBF vamos ter de comparecer." 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos