Em 1ª chance, David Luiz vai bem como volante e agrada Tite por "vontade"

Vitor Pajaro

Colaboração para o UOL, em Melbourne (Austrália)

Disputar a segunda Copa do Mundo não será uma das missões mais fáceis para David Luiz. Unanimidade em 2014, o zagueiro teve nesta terça-feira (13), na vitória do Brasil por 4 a 0 sobre a Austrália, a sua primeira chance sob o comando de Tite. Substituído aos 27 do segundo tempo, ele atuou como volante e mostrou-se participativo como de costume, foi firme na marcação e até se arriscou na criação de algumas jogadas.

Além da atuação segura, o jogador do Chelsea agradou Tite pela "vontade de retornar à seleção". Após a partida, o treinador citou o que foi dito por David Luiz na preleção para elogiar seu desempenho.

"Fiquei muito contente em dar oportunidade a ele. Os atletas [David e Thiago Silva] puderam produzir o seu melhor. E ressalto o que o David falou na hora da oração: 'vocês não sabem como é bom estar aqui'", comentou o treinador.

Depois, na zona mista, David endossou a fala do treinador ao falar sobre a volta à seleção. 

"Eu sei o quanto eu amo representar o meu país, o quanto eu amo estar nesse ambiente. Eu simplesmente abri meu coração na hora da oração e falar para todos os que têm a oportunidade de estar aqui. É como as oportunidades na vida, temos que aproveitar da melhor maneira possível porque não sabemos o dia de amanhã", disse David Luiz. 

"Sem dúvida nenhuma eu fiquei muito surpreso e surpreendido de forma positiva pela pessoa que é, pelo ser humano que é, pelo líder que é. Não é demagogia, puxa-saquismo. Cara totalmente diferente que se preparou para a seleção. Trabalho dá resultado, dentro e forma de campo, e está vivendo aquilo que ele merece viver", completou o jogador, rasgando elogios a Tite.

A briga de David Luiz no meio-campo é com Casemiro, um dos melhores jogadores da Europa, e Fernandinho, que o substituiu nesta terça e tem muito moral com Tite. Na zaga, Miranda e Marquinhos são os titulares do treinador, enquanto Thiago Silva e Gil estão na frente por uma vaga entre os convocados. O que pode ajudar o jogador do Chelsea é justamente a sua versatilidade.

No jogo desta terça, David sofreu com a falta de entrosamento do time brasileiro. Com oito mudanças em relação à equipe que foi derrotada para a Argentina, o Brasil não fez um bom primeiro tempo apesar do gol cedo de Diego Souza.

David chamou atenção pela imposição no meio-campo. Sempre brigando pela bola, ele mostrou-se até afobado em alguns lances, mas não deixou de lutar.

Com a bola nos pés, fez bons lançamentos, invertidas de jogo como Tite pediu e até deixou Diego Souza na cara do gol, mas o jogador do Sport estava impedido. No segundo tempo, com o Brasil melhor em campo, o zagueiro-volante do Chelsea foi primordial no lance do segundo gol brasileiro ao cabecear na trave o cruzamento de Philippe Coutinho. No rebote, Thiago Silva acabou marcando.

"Acho que devo trabalhar todo dia na minha equipe, mostrar que tenho qualidade. Independentemente da posição, é sempre bom estar na seleção", disse David.

Sem um adversário que exigiu muito da marcação, David Luiz agora entra em férias e espera a próxima convocação de Tite para saber se fez o suficiente para confundir a cabeça do treinador brasileiro. 

UOL transmitiu ao vivo em vídeo os jogos contra Argentina e Austrália, com oferecimento Jeep. Os amistosos marcaram uma nova estratégia da CBF na forma de transmitir os jogos. A entidade passou a fornecer ela mesma o sinal, com equipe própria de narração e comentaristas, e abrir espaço para outras plataformas. As emissoras TV Brasil e Cultura, a operadora Vivo e do canal da CBF no Facebook também exibiram as partidas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos