Com um a menos, França supera Inglaterra em amistoso marcado por homenagem

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Franck Fife/AFP Photo

França e Inglaterra fizeram um amistoso de encher os olhos dos torcedores que compareceram no Stade de France, em Saint-Denis (FRA). Nesta terça-feira (13), sem compromisso com o resultado, os técnicos testaram diversos jogadores e fizeram um clássico europeu agitado, com duas viradas e cinco gols marcados. Quem se deu bem foram os donos da casa, que venceram por 3 a 2 apesar da expulsão de Varane no começo da etapa final.

OASIS E UM MINUTO DE SILÊNCIO

As seleções entraram em campo ao som de "Don't Look Back in Anger", da banda Oasis, de Manchester. A música foi cantada em coro pelos torcedores. Depois, aconteceu um minuto de silêncio em homenagem às vítimas de ataques terroristas em Manchester e Londres recentemente. Vale lembrar que a França também precisou enfrentar o mesmo drama há pouco tempo.

HARRY KANE MATADOR

Harry Kane vive uma fase espetacular em sua carreira. Aos 8min do primeiro tempo, ele abriu o placar após cruzamento rasteiro na medida de Bertrand, uma ótima jogada da Inglaterra. Depois, já na etapa final, converteu um pênalti cometido por Varane, que ainda foi expulso no lance cometido logo no primeiro minuto da etapa final.

Esse foi o 11º gol de Kane nos últimos cinco jogos - contando partidas pelo Tottenham e Inglaterra. Nas últimas três rodadas do Campeonato Inglês, balançou as redes oito vezes: uma contra o Manchester United, quatro contra o Leicester e três contra o Hull City. Pela seleção, além dos dois desta terça, já havia marcado contra a Escócia, nas Eliminatórias da Copa.

GOLEIRO BRILHA, MAS ZAGA NÃO AJUDA

Tom Heaton, goleiro do modesto Burnley, foi titular da seleção inglesa pela primeira vez. E não decepcionou. O arqueiro, que atuou apenas pelos primeiros 45 minutos, fez pelo menos quatro ótimas defesas. Duas delas, no entanto, não contou com a ajuda da zaga e viu a França marcar nos rebotes.

Aos 21min, Giroud cabeceou no chão, Heaton fez um milagre, mas Umtiti aproveitou a sobra para empatar a partida. Depois, aos 42, foi a vez do arqueiro parar Dembélé na cara do gol, mas, mais uma vez, o rebote ficou com os franceses, e Sidibé só empurrou para marcar o segundo.

DEMBÉLÉ DECIDE

Mesmo com um a menos, a França não teve problemas. Com um sistema defensivo bem organizado, os donos da casa não levaram sustos e ainda saíram em contra-ataques muito perigosos contra os ingleses. Primeiro, Mbappé acertou o travessão. Depois, o atacante do Monaco serviu Dembélé, que bateu cruzado e deu números finais ao placar.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos