Maicon repete trajetória no Porto e despenca no SP. Turcos fazem sondagem

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • Marcello Zambrana/Agif

    Maicon no clássico com o Corinthians; zagueiro errou e foi questionado pela torcida

    Maicon no clássico com o Corinthians; zagueiro errou e foi questionado pela torcida

Maicon passou de ídolo da torcida e capitão a jogador questionado e alvo de críticas no São Paulo. A trajetória, no entanto, não chega a ser novidade na carreira do zagueiro. Quando defendia o Porto, o defensor viveu situação parecida, em uma situação que terminou com sua transferência para o Brasil, na última temporada. Hoje em baixa no Morumbi, ele novamente desperta o interesse de outro país, com sondagens de Galatasaray e Fenerbahce, da Turquia. 

Cria do Cruzeiro, Maicon foi contratado pelo Nacional, também de Portugal, em 2008, e ganhou destaque pela equipe. Logo chamou atenção do Porto, que o contratou na temporada seguinte. O zagueiro aos poucos se firmou no clube e ganhou a confiança da torcida e da comissão técnica, a ponto de se tornar o capitão na temporada 2014/2015.

A história começou a mudar com a falta de títulos e a pressão. A gota d'água aconteceu na derrota para o Arouca por 2 a 1, no dia 7 de fevereiro do ano passado. Na ocasião, o Porto empatava o jogo por 1 a 1. Maicon então tentou sair com a bola dominada e perdeu para o adversário, que fez o gol. Pouco depois, o jogador alegou ter sofrido uma lesão, nem sequer esperou o companheiro se aquecer e deixou o campo.

A postura do brasileiro irritou a torcida e a opinião pública. Ex-jogadores do Porto pediram a saída do jogador, que teria demonstrado falta de respeito aos companheiros e ao time. Para complicar ainda mais a situação, a mulher de Maicon, Ursula, fez um desabafo no Instagram e criticou o departamento médico do Porto. Foi então que surgiu o interesse do São Paulo, que o contratou.  

Reprodução/Instagram
Instagram da mulher de Maicon, com publicação de 2016 sobre o departamento médico do Porto

No Tricolor, a trajetória de Maicon é bem parecida com a vivida na Europa. Virou herói na campanha da Libertadores de 2016, quando até substituiu o goleiro Denis no jogo contra o The Strongest, da Bolívia, e virou capitão. Na mesma Libertadores, porém, foi expulso na semifinal após dar um tapa em Borja. Neste ano, caiu de rendimento, enfrentou problemas particulares, cometeu falhas e perdeu a faixa de capitão.  Agora, porém, a história ainda está sendo escrita e pode ter um desfecho diferente.

Interesse turco e irritação

Segundo apurou a reportagem do UOL Esporte, Galatasaray e Fenerbahce, ambos da Turquia, têm interesse no zagueiro e fizeram uma sondagem ao jogador. No entanto, nenhuma proposta oficial chegou para o São Paulo até agora. Esta não é a primeira vez que o Galatasaray tenta contratar Maicon. Na janela de transferência no início deste ano, o clube chegou a fazer uma oferta, que fora recusada.

O São Paulo, em um primeiro momento, não tem interesse em negociá-lo. O jogador tem contrato até 2020 com o Tricolor e custou 6 milhões de euros, mais 50% dos direitos do volante Luizão e do lateral esquerdo Inácio, ambos revelados nas categorias de base do clube. Por conta do desempenho ruim no início deste ano, há entre os dirigentes são-paulinos quem questione o custo-benefício de Maicon. Por outro lado, também existe a ala que apoia o zagueiro.

O jogador reconheceu para pessoas próximas que ficou irritado com o erro que cometeu no clássico com o Corinthians, no domingo (11), e com a derrota do time. Ele nega, no entanto, qualquer intenção de deixar o São Paulo neste momento. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos