Cássio elogia Carille no Corinthians: "Principal de tudo é o treinador"

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

    O goleiro Cássio, do Corinthians

    O goleiro Cássio, do Corinthians

A boa fase do Corinthians já faz com que os torcedores encontrem semelhanças entre o time deste ano e os de outras temporadas em que foram campeões. Integrante da equipe que ganhou a Libertadores e o Mundial de Clubes de 2012, o goleiro Cássio evita tais comparações e destaca a importância do treinador Fábio Carille para o sucesso do alvinegro neste Brasileiro.  

"O Carille traz algumas coisas do Tite, mas nem todos os jogadores trabalharam com o Tite, então o mérito hoje é do Carille, de mudanças táticas, dicas. Ele escuta muito, como o Tite, tem a cabeça aberta e muito a crescer. No dia a dia é muito tranquilo de se trabalhar", disse o goleiro, que também não vê muita semelhança com a equipe que ganhou o Brasileiro de 2015.

"Acho que são times e situações diferentes, é difícil comparar. Nesse ano o mais forte é o coletivo, não tem um jogador que seja diferencial, craque, decida. Todos ajudam e decidem. Naquele time de 2015 tinha quem desequilibrava, Jadson em grande momento, Renato Augusto, Vágner Love em grande fase. Tem alguns comparativos, sim, mas naquele momento tinha jogadores que individualmente faziam uma diferença que o coletivo hoje faz."

Para o goleiro, o segredo para o rendimento positivo do Corinthians pode estar também nos bastidores. Até agora, a equipe disputou sete partidas, ganhou seis e empatou uma - soma 19 pontos e, desta maneira, alcançou o melhor desempenho de um time em sete rodadas no nacional de pontos corridos.

"A diretoria que dá tranquilidade para a gente trabalhador, treinador que tem total controle do grupo e jogadores que entendem o que ele fala. O principal de tudo é o treinador que todo mundo respeita por ser franco. A marca dessa equipe é o trabalho e a dedicação. Ganhamos o jogo do São Paulo e no dia seguinte nos reapresentamos sem euforia, parecia um dia normal, sabíamos que precisávamos de mais uma vitória na quarta-feira. Isso é humildade", afirmou Cássio.

E o Corinthians pode melhorar ainda mais a sua performance neste Brasileiro. Na próxima rodada, a equipe enfrenta o Coritiba e Carille, talvez, conte com os retornos de Fagner e Rodriguinhos, que estavam com a seleção brasileira. Nesta sexta-feira, eles não treinaram com o restante da equipe. Para completar o elenco, Carille utilizou 14 jovens das categorias de base.

"O Fagner é um dos líderes do elenco, ajuda fora do campo também, conhece todos. O Rodriguinho tem uma transição muito boa na parte ofensiva, não é à toa que faz tantos gols. São jogadores que vão agregar, mas é só ver que o Paulo Roberto teve uma evolução boa nesses três jogos e na frente o pessoal rendeu. Quem está jogando está bem e isso mostra a força do grupo", disse Cássio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos