Presidente do Bragantino toma tiro em assalto e é internado em SP

Danilo Lavieri e Emanuel Colombari

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação/Site oficial do Bragantino

    Marquinho Chedid, presidente do Bragantino

    Marquinho Chedid, presidente do Bragantino

O presidente do Bragantino, Marquinhos Chedid, tomou um tiro no pescoço em uma tentativa de assalto nesta quinta-feira (15), na Zona Oeste de São Paulo. A assessoria de imprensa do clube confirmou a informação ao UOL Esporte.

O dirigente está internado no Hospital Samaritano, mas não corre risco de morte, de acordo com a assessoria do hospital. 

Chedid, que tem 58 anos, tomou o tiro após entregar a carteira aos bandidos que estavam em uma motocicleta. Ele estava acompanhado de sua namorada, que foi responsável por chamar o atendimento e ficou em estado de choque logo em seguida. 

A bala ficou alojada no pescoço do empresário, mas não atingiu nenhum órgão vital. Ele passou por cirurgia para a retirada do projétil e ficará internado para observação. O estado dele é estável.  

Confira a nota oficial do Bragantino:

O C.A. Bragantino informa que o seu presidente, Marco Chedid, encontra-se em quadro estável.
O dirigente foi baleado no pescoço na Avenida Sumaré em São Paulo quando estava no semáforo ao ser abordado por assaltantes.
A família Chedid agradece a todas as mensagens de solidariedade que vem recebendo desde o ocorrido.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos