De contrato renovado com Atlético-PR, meia Nikão fala da infância pobre

Napoleão de Almeida*

Colaboração para o UOL

  • Marco Oliveira/Site Oficial CAP

Um dos principais jogadores do Atlético Paranaense na temporada, o meia Nikão teve seu contrato renovado com o clube até 2019, em anuncio feito nesta sexta-feira (16). A renovação já é pública; o que ainda é desconhecido do grande público é o lado solidário do jogador, flagrado em abril doando roupas e comidas a pessoas carentes no centro de Curitiba.  

"Eu tive uma infância bem sofrida, uma família muito humilde", contou o jogador, "Eu tive que sair da minha casa com 11 anos e sustentar a família, sendo uma criança. Eu sei o que essas pessoas que estão na rua passam". Hoje com 24 anos, Maycon Vinícius Ferreira da Cruz – o Nikão – é um dos jogadores que mais chamam a atenção no elenco atleticano, cujos direitos estão avaliados em quase 3 milhões de euros. Dinheiro que nunca sonhou em estar relacionado ao seu nome.

Reprodução
Nikão distribuindo alimentos e roupas na noite fria de Curitiba

"Eu nunca passei fome, mas passei muitas dificuldades para poder estar aqui hoje", contou. Revelado no Atlético-MG, Nikão rodou por clubes menores até ter uma nova chance no Furacão. Discreto, o jogador não é de falar muito, ainda que demonstre ser bem articulado nas entrevistas. Por isso se mostrou surpreso com o vazamento das fotos de quando fazia caridade, algo que não pretendia ser público.

"Não era para ter saído. Eu procuro fazer as coisas sem que as pessoas mirem, só de Deus estar sabendo o que a gente aqui na Terra faz pelo próximo, já é uma grande vitória. Não tem necessidade de você se mostrar para ajudar o próximo. Tem que vir do seu coração sem querer nada em troca", ponderou.

Reprodução
Nikão conversa com morador de rua

Neste sábado, Nikão será peça fundamental contra o Atlético-GO, no jogo em Goiânia, às 16h. É o jogador que mais finaliza a gol pelo Atlético, com 15 tentativas até aqui, 7 delas com destino certo. Ele ainda não marcou no Brasileirão - tem 4 gols no ano até aqui, por Libertadores, Paranaense e Copa do Brasil. Pela frente, o ex-colega Walter, que amarga um banco no xará Goianiense, invicto na temporada no Estádio Olímpico. São situações adversas para Nikão em um momento que lhe é muito mais leve, para ser superado com a mesma determinação de outros tempos.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-GO X ATLÉTICO-PR

Data: 17 de junho de 2017, sábado
Local: Estádio Olímpico, em Goiânia (GO)
Horário: 16h (de Brasília)
Competição: Campeonato Brasileiro (8ª rodada)
Árbitro: Bruno Arieu de Araújo (RJ)
Assistentes: Luiz Claudio Regazone e Eduardo de Souza Couto (ambos do RJ)

ATLÉTICO-GO: Felipe Garcia; André Castro, Eduardo Gabriel, Roger Carvalho e Bruno Pacheco; Igor, Silva, Andrigo (Luiz Fernando) e Jorginho; Breno Lopes e Everaldo.
Técnico: Doriva.

ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Sidicley; Otávio, Deivid e Carlos Alberto (Rossetto); Pablo, Nikão e Grafite (Eduardo da Silva).
Técnico: Eduardo Baptista.

*Colaborou Leonardo Bessa

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos