Após saída frustrada, Jabá perde espaço e vai ao fim da fila no Corinthians

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Léo Jabá anotou gol contra o Linense no Paulistão

    Léo Jabá anotou gol contra o Linense no Paulistão

De opção de segurança de Fábio Carille a última alternativa no ataque do Corinthians. Uma negociação frustrada para o Lokomotiv-RUS, somada à chegada de Clayson e a ascensão de Marquinhos Gabriel, fizeram com que o jovem Léo Jabá fosse para o fim da fila.

Nos últimos três jogos, o garoto de 18 anos ficou fora da lista de relacionados em dois. Voltou ao grupo do Corinthians diante do Cruzeiro, mas novamente não foi aproveitado por Carille. Léo Jabá não atua desde a estreia no Campeonato Brasileiro, quando foi usado por 23 minutos contra a Chapecoense. 

Nesse meio tempo, depois de verem como improvável a venda de Guilherme Arana, os empresários de Jabá tentaram viabilizar uma mudança do atacante para a Rússia. Segundo apurou a reportagem, Jabá era inicialmente reticente à ideia, mas topou a transferência para o Lokomotiv. 

Consultada pela Elenko Sports, empresa que o representa desde o fim do ano passado, a direção do Corinthians deu aval para que o negócio por R$ 11 milhões fosse fechado com os russos, mas nenhuma oferta oficial chegou ao clube. Do valor total, 75% ficaria com o clube, 20% com o próprio atleta e 5% com seu antigo representante. 

Com outros 14 jogos na temporada, boa parte deles no Paulistão, Léo Jabá teve a confiança por parte de Carille para atuar em jogos importantes, como o clássico com o Palmeiras. Deu resposta positiva nos quesitos disposição, marcação e dinâmica, mas não conseguiu ser decisivo na frente. Algo visto com normalidade para um jogador de 18 anos. 

A falta de espaço, porém, pode fazer com que os planos mudem nos próximos meses. Na reta final do Paulista, os empresários de Jabá cogitavam um empréstimo para a Ponte Preta, possibilidade que pode ser reativada caso ele não receba oportunidades e o Corinthians passe ileso pela janela de transferências à Europa no setor de ataque. Léo Jabá é visto como um jogador que ainda precisa de maior rodagem, o que pode ter por uma equipe menor.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos