Presidente do Bragantino deixa UTI após levar tiro no pescoço

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    Marco Chedid, presidente do Bragantino

    Marco Chedid, presidente do Bragantino

O presidente do Bragantino, Marcos Chedid, foi autorizado a deixar a UTI do Hospital Samaritano neste sábado (17). O dirigente estava internado após levar um tiro no pescoço em um assalto na zona Oeste de São Paulo na última quinta-feira. 

Ele estava em um carro com sua namorada e foi abordado por dois homens que estavam em uma motocicleta. Marcos recebeu o tiro no pescoço, mas o projétil não atingiu nenhum órgão vital. 

Sua namorada chamou o resgate imediatamente e ficou em estado de choque. Chedid tem 58 anos e ficará no quarto do hospital para ser observado de perto pelos médicos. 

Em nota oficial, o clube afirmou que o estado dele é estável e que a única restrição é que ele fique em repouso absoluto para que a recuperação seja o mais rápido possível.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos