Novo agressor da briga em Curitiba se apresenta à Polícia, que busca mais 4

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

A Polícia Civil do Paraná ouviu hoje mais um torcedor identificado nas imagens na briga entre adeptos de Coritiba e Corinthians no último domingo (18) em Curitiba. Rodrigo de Oliveira Araújo, 25 anos, se apresentou à Delegacia Móvel de Atendimento ao Futebol e Eventos (Demafe) e vai responder pelo crime de tentativa de homicídio. Ele foi liberado após depoimento.

Araújo tem passagens pela Polícia por tumulto de ordem pública e faz parte da torcida organizada Império Alviverde, do Coritiba. Ele foi o segundo identificado publicamente pela Polícia Civil paranaense no caso. No domingo, João Carlos de Paula, 24, foi apresentado como outro dos agressores. Ao todo, são seis os identificados.

O delegado Clóvis Galvão, encarregado do caso, contou como andam as investigações. "Identificamos um segundo agressor que se apresentou e foi interrogado, faltam mais quatro para a responsabilidade penal. Tudo baseado nas imagens. Como a gente tem o cadastro aqui, as diligências continuam", disse, confirmado que a Polícia já sabe quem são os demais envolvidos, mas irá omitir os nomes para não atrapalhar as investigações.

Galvão ainda disse que haverá um pedido para que a Polícia Civil de São Paulo procure por Jonatan José Gomes da Silva, a vítima, que chegou a ser dada como morta pelo próprio delegado, mas acabou sendo apenas atendida e liberada na ambulância antes da partida. Gomes chegou a postar fotos em redes sociais atestando estar bem e retornou para São Paulo em um dos ônibus das torcidas corintianas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos