Sem trancinhas! Com novo visual, Arouca precisa de mais 3 meses para jogar

Danilo Lavieri e José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Ag Palmeiras/

    Volante Arouca em foto antiga no treino do Palmeiras; jogador tirou as trancinhas

    Volante Arouca em foto antiga no treino do Palmeiras; jogador tirou as trancinhas

Em meio à maré de azar que atingiu os volantes do Palmeiras, a torcida alviverde tem se questionado bastante nos últimos dias: por onde anda Arouca?

Operado em março pela segunda vez no ano, o atleta ainda precisará de mais três meses para poder voltar a entrar em campo. É também por isso que Cuca vai improvisar alguém na função de primeiro volante nesta quarta-feira diante do Atlético-GO.

Além dele, estão no departamento médico Felipe Melo e Thiago Santos. Bruno Henrique, que poderia fazer a função, foi contratado recentemente e ainda não está regularizado para fazer a sua estreia.

Enquanto se prepara para voltar aos gramados, Arouca tem aproveitado o tempo para tentar ficar ao lado da família e de fazer programas que a rotina de jogador não lhe permite.

O meio-campista abandonou até mesmo as trancinhas e tem usado um penteado, que até se assemelha ao usado por Zé Roberto, como é possível ver nessa foto abaixo. Ele é o último homem da esquerda ao lado de outros companheiros do grupo e de pessoas do meio musical.

Atualmente, o palmeirense já percorreu 50% do caminho de recuperação que tem pela frente. Ele está em fase de fisioterapia e de fortalecimento e tem tido uma evolução satisfatória, segundo o departamento médico alviverde.

O clube anda explica que o procedimento de Arouca é mais grave do que poderia parecer porque trata-se de problema com cartilagem. Em um primeiro momento, no início da temporada, houve uma intervenção cirúrgica com o objetivo de retirar um fragmento que ficou no tornozelo após uma torção.

Com o passar do tempo, o jogador e departamento médico perceberam que a primeira tentativa não foi suficiente. Os movimentos dele ficavam cada vez mais limitados, e uma nova operação foi necessária.

Mesmo antes disso, Arouca não parecia fazer parte dos planos de Cuca e de Eduardo Baptista. Para se ter uma ideia, sua última partida como titular foi disputada em setembro de 2016, no jogo contra o Botafogo-PB, pela Copa do Brasil, quando os reservas entraram em campo.

Com contrato até 2018, ele ainda não repetiu no Alviverde a forma que o fez ser considerado um dos melhores do país e candidato natural à seleção. Quando voltar, em setembro, precisará mostrar a Cuca que merece um espaço entre as estrelas da companhia.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos