Jornalista peruano pede desculpas após chamar jogador de gorila

Do UOL, em São Paulo

  • EFE/MIGUEL GUTIÉRREZ

Phillip Butters, comentarista esportivo peruano, pediu desculpas após declaração racista contra o jogador equatoriano Felipe Caicedo. Em uma entrevista a Rádio Exitosa, o jornalista disse estar arrependido de ter chamado o atleta de "gorila".

Butters anunciou essa decisão após um representante do jogador e a Federação Equatoriana de Futebol exigirem um pedido de desculpas depois do insulto do comentarista.

Em uma entrevista ao programa Exitosa Deportes, Butters afirmou. "Se Caicedo se sentiu ofendido em sua dignidade, eu retiro o que disse e aqui está. Mas não se deve fazer disso uma questão de Estado", completou ele.

O comunicador alertou que seus comentários foram "em termos esportivos" e que foram feitos com o objetivo de elogiar a forma física dos jogadores equatorianos.

"Tem vários jogadores equatorianos que tem uma superioridade física muito grande comparado a nossos jogadores (peruanos). Então, estamos falando de um jogador que tem coisas a serem elogiadas, ainda mais em uma conversa sobre futebol", agregou Butters.

O comentarista sinalizou que Caicedo é livre para fazer qualquer denúncia que ache pertinente, mas afirmou que, na Justiça peruana, um comentário esportivo não configura crime.

Butters gerou polêmica dias antes ao dizer: "Vamos jogar contra o Equador, em Quito. Equatorianos não são negros, mas sim crocodilos elevados, com pálpebras musculosas. Você pode fazer um exame de DNA no Felipe Caicedo e você vai ver que ele não é humano. Ele é um macaco, um gorila e, se você morde-lo, você pegará ebola".

Essas declarações foram condenadas pelas autoridades do Equador e do Peru, incluindo a Federação Peruana de Futebol e o Ministério da Cultura, que considerou o ato "inaceitável".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos