Europeus abrem olho para 'novo Bonucci' e dificultam vida do Botafogo

Bernardo Gentile

Do Rio de Janeiro

  • Vitor Silva / SSPress

    Emerson Santos em ação no Botafogo; demora para renovar pode custar caro ao clube

    Emerson Santos em ação no Botafogo; demora para renovar pode custar caro ao clube

Emerson Santos tem contrato com o Botafogo até dezembro e poderá assinar um pré-contrato com qualquer clube a partir de julho. Com isso, o zagueiro sairia sem gerar qualquer recompensa ao Alvinegro, que a cada dia se complica mais para renovar o vínculo. Agora, clubes europeus estão de olho na joia de General Severiano, tratado pela imprensa italiana como 'novo Bonucci'.

Apesar de o Botafogo elogiar a postura do jogador e ainda tentar a renovação de contrato, a tendência é que ele saia para outro clube sem custos. O Botafogo tenta ampliar o contrato do defensor desde 2016, quando foi promovido aos profissionais com salário de R$ 10 mil.

O jogador foi titular desde o Campeonato Carioca do ano passado e recusou uma proposta de R$ 50 mil em maio, após o Estadual e no início do Brasileiro. Desde então, a diretoria teve dificuldades em analisar a situação. Demorou tanto para renovar que recebeu uma contraproposta que assustou.

Emerson pediu R$ 1 milhão de luvas, além de R$ 200 mil de salário. O Botafogo considerou a pedida cara e se recusou por muito tempo a sequer considerar a situação. Agora, já considera pagar algum tipo de compensação por ter ficado por muito tempo recebendo apenas R$ 10 mil, salário de jovens da base recém-promovidos.

Emerson Santos está inscrito na Libertadores e atualmente é o único jogador que tem atuado na lateral direita. Para as oitavas de final, o Alvinegro poderá realizar três trocas e incluir um atleta da posição. Apesar do imbróglio, a postura do zagueiro é muito elogiada pelo Botafogo.

O problema é que além da concorrência de times nacionais, agora Emerson Santos também interessa ao exterior. Um dos que demonstrou interesse foi a Roma, da Itália. A cada dia que passa a situação do Botafogo se complica mais e se encaminha para uma saída sem custos de uma de suas promessas.

O caso foi parecido com o de Sassá, que se recusou a renovar e pediu luvas de R$ 5 milhões. O Botafogo, no entanto, ainda conseguiu 'salvar' a situação. Realizou uma troca com o Cruzeiro, que cedeu Marcos Vinícius. O Alvinegro ainda ficou com 50% dos direitos econômicos do atacante e do novo reforço.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos