Meia da MLS esclarece lance com árbitro e "anula" expulsão de rival

Do UOL, em São Paulo

A vitória do Philadelphia Union sobre o DC United por 1 a 0, no último sábado (24), foi marcada pela honestidade de Haris Medunjanin. O meia bósnio sofreu falta normal na lateral do campo, mas viu o árbitro expulsar o jogador rival Diante da injustiça, esclareceu ao dono do apito que Luciano Acosta apenas o empurrou, não o agrediu.

O lance aconteceu aos 30 minutos da etapa final, e a esta altura o Union defendia a vantagem no placar. Após a vitória assegurada, Medunjanin explicou a situação. "Eu senti o empurrão nas costas e então vi o cartão vermelho. Fui até o árbitro e ele perguntou 'ele te chutou?', e respondi que não, que tinha sido apenas empurrado. Para mim, [o lance] não foi para expulsão", afirma.

O técnico da equipe de Philadelphia, Jim Curtin, elogiou a "atitude incrível" do meio-campista reconhecendo que, se estivesse no lugar dele, talvez não fosse tão honesto. Já Ben Olsen, o treinador do DC Union, elogiou o gesto. "Respeito muito esse tipo de coisa. Ele é um jogador de classe e um ser humano incrível", enaltece.

Já os companheiros de Medunjanin ironizaram a atitude. "Não sei se o árbitro ou Acosta é o melhor amigo de Haris. Talvez eles vão sair hoje à noite e não queiram alguma tensão no ar", declarou o zagueiro e capitão do Union, Oguchi Onyewu.

Dono da assistência que rendeu o gol da vitória, Bedoya foi menos deselegante. "Acho que ele quer ganhar algum prêmio de Fair Play ou algo parecido", brincou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos