Roger vive melhor fase, se firma no Botafogo e diminui pressa por reforços

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • @Botafogo/Twitter

    Roger passou a balançar as redes com frequência e ganhou confiança no Botafogo

    Roger passou a balançar as redes com frequência e ganhou confiança no Botafogo

Contratado para ser o camisa 9 e disputar vaga com então destaque do time Sassá. O desafio de Roger não era dos mais fáceis. E o atacante realmente não teve um início satisfatório no clube. Sempre com a sombra do companheiro, que acabou afastado do elenco por se recusar a renovar e alguns atos de insubordinação. Os dois se alternaram com a titularidade em alguns momentos.

A verdade é que nenhum dos dois correspondia quando tinha a oportunidade. Talvez pela forma de jogar da equipe, que não joga em função do atacante. Outros dizem que por características incompatíveis. Ou até mesmo falta de sequência. O fato é que Sassá se transferiu para o Cruzeiro e deixou o caminho livre para Roger.

E como o camisa 9 melhorou. Titular absoluto, o atacante assumiu a responsabilidade de marcar gols - já são dez na temporada. Para começar, ele atingiu a marca de balançar as redes em todos os clássicos estaduais em seu primeiro ano de Botafogo. Além disso, fez gols decisivos, como na Libertadores e o da classificação para as quartas de final da Copa do Brasil, sobre o Sport.

Já são quatro gols no Campeonato Brasileiro, dividindo artilharia do Botafogo com o volante Bruno Silva, em fase extraordinária. Roger assumiu o papel de 'matador' da equipe e trouxe a torcida para o seu lado. A desconfiança foi colocada de lado. Mas desde que a bola siga entrando, como frisou o atacante em coletiva.                                                          

"A bola tem entrado com mais frequência. A gente sabe que o 9, quando começa, tende a melhorar. A equipe ganha confiança e começa a procurar ele. Por que não sonhar com títulos? Quero marcar história nesse clube. Há algumas semanas eu disse que Deus tinha algo especial reservado. Tenho certeza que ainda vamos desfrutar de outros momentos. Estou muito feliz, mas com os pés no chão. Sei que jogando domingo e quarta, vocês [imprensa] não perdoam", brincou Roger.

A boa fase de Roger deu uma acalmada na diretoria em relação a reforços. A situação financeira não ajuda, mas o Botafogo ainda segue na busca de um centroavante para disputar posição com o atual camisa 9. A qualidade do possível reforço será do tamanho que o orçamento permitir.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos