Morre juiz que foi substituido por expulsar Pelé

Do UOL, em São Paulo

  • UOL

O ex-árbitro de futebol Guillermo Velásquez, protagonista de uma das mais icônicas histórias que envolvem Pelé, morreu nessa segunda-feira (26), aos 84 anos, devido a várias complicações de saúde, segundo o jornal espanhol Marca.

No dia 17 de julho de 1968, Velásquez foi o juiz escalado para apitar um amistoso entre Santos e a seleção colombiana, que se preparava para a Olimpíada de 1968, no México. 

As arquibancadas do estádio El Campín, em Bogotá, estavam lotadas para ver Pelé e o Santos jogarem. Porém, aos 42 minutos do primeiro tempo, o juiz colombiano expulsou o Rei do Futebol após uma entrada por trás em Luis Eduardo Soto. Guillermo Velásquez disse em várias entrevistas que o brasileiro o insultou e por isso decidiu aplicar o cartão vermelho.

Após a expulsão, vários jogadores do Peixe foram para cima do árbitro e o público passou a protestar contra a saída de Pelé. A Federação Colombiana de Futebol decidiu então substituir Velásquez e permitir que o Rei voltasse a campo no segundo tempo.

"Omar Delgado, que foi o primeiro juiz assistente, vem e me diz que que lhe ordenaram a dar continuidade ao jogo e que ele vai apitar. Digo para ele ir em frente, para evitar mais problemas. Isso não acontece mais na Colômbia e foi um fato inédito no mundo", disse Velásquez ao jornal El Tiempo, em 2010.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos