Lucas Lima pode ser a solução para esquema que funcionou no Barça em 2017

João Henrique Marques

Do UOL, em Barcelona

  • Marcello zambrana/Agência Estado

    Lucas Lima pretende jogar no futebol europeu após deixar o Santos

    Lucas Lima pretende jogar no futebol europeu após deixar o Santos

O esquema 3-4-3 implementado com sucesso por Luis Enrique no Barcelona tem uma vaga na ponta direita em aberto. E o fracasso no mercado na busca por jogadores para a posição até o momento deixa o caminho aberto para Lucas Lima. Assim enxerga a imprensa catalã.

O cenário no Barça é de urgência na contratação de um jogador ofensivo pelo lado direito do campo. No histórico 6 a 1 de sucesso do esquema contra o PSG, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões, foi Rafinha que atuou no setor. No entanto, o brasileiro está no mercado em busca de garantia de titularidade em outro clube de ponta na Europa.

"Dá para dizer que sem o Rafinha será o fim do 3-4-3. André Gomes, Denis Suárez, Iniesta, Arda Turan. Não há uma concorrência na posição" finalizou Toni Padilla, comentarista da TV Bein Sports na Espanha. Após a vitória de 6 a 1, Rafinha se lesionou e Luis Enrique teve de voltar para o 4-3-3, que fez o time apresentar um desempenho inferior, principalmente nos jogos contra a Juventus, nas quartas da Champions.

O jogador dos sonhos da diretoria do Barcelona para a posição é Phillippe Coutinho. Seria um meia destro atuando aberto pela direita, mas é algo que não anima nem o próprio jogador, acostumado a jogar como meia esquerda no Liverpool. Além disso, a negociação é considerada improvável.

Como plano B, Ousmane Dembélé, do Borussia Dortmund, ganhou força. O jogador tem características parecidas a Neymar, com drible e velocidade e já fez a função de pelo lado direito no time alemão. O problema em questão foi a recusa do Borussia em negociar o francês, que passou a ser objetivo do Barça a partir da temporada 2018/2019.

"Este é o cenário que entra o Lucas Lima. Sem Dembélé, o Barcelona não tem simplesmente nenhum canhoto no elenco para jogar aberto pela direita do ataque. Falam do (Jordi) Alba, mas não é a mesma coisa pelo vício na profundidade. O Rafinha caso saia realmente será o fim do 3-4-3", destacou o comentarista.

"Me parece que o Lucas Lima ganha força justamente por essa característica diferente de poder jogar aberto pela direita. O negócio dele não seria concorrer a uma vaga no 4-3-3, e sim, ter sua posição no 3-4-3", comentou Bruno Alemany, repórter da rádio Cadena Ser, de Barcelona.

Reforço desejado pela família Neymar, Lucas Lima passou a ser visto por Tite na seleção brasileira como jogador para atuar aberto pela direita, justamente a posição em que Rafinha fez o 3-4-3 do Barça vingar. A contratação, no entanto, só seria para o início de 2018, quando termina o contrato do jogador com o Santos.

No 3-4-3 do Barcelona, as mudanças com relação ao 4-3-3 são os dois laterais, Sergi Roberto e Jordi Alba. O time passa a ter Lionel Messi atuando na função de meia.

A equipe titular na goleada por 6 a 1 contra o PSG foi: Ter Stegen; Umititi, Mascherano, Piqué; Busquets, Rakitic, Iniesta e Messi, Neymar, Suárez e Rafinha.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos