Anderson admite que tremeu ao bater pênalti decisivo pelo Manchester United

Do UOL, em São Paulo

  • Jon Super / AP

    Hoje no Coritiba, Anderson defendeu o Manchester United entre 2007 e 2015

    Hoje no Coritiba, Anderson defendeu o Manchester United entre 2007 e 2015

Em 2008, o brasileiro Anderson, hoje no Coritiba, bateu um dos pênaltis da final da Liga dos Campeões pelo Manchester United contra o Chelsea. Em entrevista à "Rádio Grenal", o meia contou que estava nervoso e que tremeu ao executar a cobrança a pedido de Ryan Giggs.

"Fui bater o pênalti. Não tinha tocado na bola. Estava no banco, o Giggs olhou e disse 'coloca o Anderson para bater um'. Eu disse 'meu Deus'. Peguei a bola, e foi a caminhada mais longa da minha vida", disse o brasileiro, que fez a cobrança quando a disputa de pênaltis estava empatada em 4 a 4.

"Fui com a bola, e não tinha jeito de não tremer. Eu já estava tremendo. Estava apavorado. Era a história de um clube, e nossa torcida estava daquele lado. Fui para a bola, peguei a bola, olhei para o goleiro, que é um gigante. (Petr) Cech abriu os braços, e eu disse 'estou f...', vou encher o pé, fechar os olhos e rezar para a bola entrar. Então dei três, quatro passos, fechei os jogos e a bola passou perto de sua mão", completou.

Após a cobrança de Anderson, Solomon Kalou converteu pelo Chelsea, e Ryan Giggs acertou pelo United. Depois, Nicolas Anelka perdeu pelos londrinos, e o título ficou com a equipe de Manchester.

Anderson jogou no United entre 2007 e 2015. Pelo clube, conquistou quatro Ingleses, duas Copas da Liga Inglesa, a Liga dos Campeões de 2008 e o Mundial de Clubes naquele mesmo ano.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos