Herói chileno, Bravo comemora vitória, mas pede pés no chão antes de final

Do UOL, em São Paulo

Claudio Bravo foi o herói do Chile na vitória nos pênaltis sobre Portugal nesta quarta-feira (28), na semifinal da Copa das Confederações. Responsável por defender as três cobranças da seleção europeia, além de evitar gols no tempo normal, o goleiro e capitão chileno disse estar curtindo o momento, mas se mostrou cauteloso quanto a comemorações antes da hora.

"É um passo muito importante que conseguimos. Aproveitamos, mas ainda não comemoramos. Estamos com os pés no chão, fizemos um esforço enorme e os companheiros terminaram muito cansados pelo grande desgaste, mas estamos muito felizes temos que aproveitar essa seleção e cuidar dela mais do que nunca. Não comemorem muito ainda porque ainda falta uma partida", afirmou.

O Chile aguarda o vencedor do jogo entre México e Alemanha desta quinta-feira (29), às 15h (de Brasília) para saber quem será o adversário na decisão inédita da Copa das Confederações. Independente do adversário, Bravo mostrou confiança no potencial do Chile.

"Temos uma seleção muito poderosa, com grandes jogadores e estamos muito felizes com o resultado de hoje. Portugal é uma seleção forte com muitos atacantes perigosos. Fizemos uma partida muito inteligente, em que não nos entregamos nunca e fomos muito pragmáticos", analisou o goleiro, que também descartou sorte na vitória nas penalidades.

"Realmente não acho que é apenas sorte. Acho que é preciso muito trabalho, muito treino. É preciso estudar os batedores oponentes. Até o final nós estávamos cansados, mas estávamos jogando com muita raça e com a cabeça", declarou.

A decisão da Copa das Confederações será no próximo domingo (2), às 15h. Antes disso, Portugal disputará às 9h, com quem perder de Alemanha e México, o terceiro lugar do pódio da competição.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos