"Quase cinco anos sem problema no joelho", diz C. Eduardo após áudio vazado

Do UOL, em Recife

  • Maurícia da Matta/EC Vitória

    Meia comentou o áudio vazado do chefe do departamento médico do Vitória

    Meia comentou o áudio vazado do chefe do departamento médico do Vitória

O meia-atacante Carlos Eduardo foi apresentado como reforço do Vitória nesta quarta-feira (28). Como não poderia deixar de ser, ele precisou comentar o áudio vazado nesta terã (27) do chefe do departamento médico do Vitória, Gilson Meireles, a um membro do Conselho Deliberativo do clube afirmando que o jogador "pode estourar o joelho a qualquer momento".

"Na verdade, eu nem sabia desse áudio, um amigo me passou isso. Só posso dizer que estou bem, quase cinco anos que não tive problemas com o joelho. A confiança com os médicos do Vitória é 100%, e eu estou muito bem", disse Carlos Eduardo em sua apresentação.

Nesta terça, após o vazamento do áudio, o Vitória anunciou o jogador, que já vinha treinando no CT do clube, mas ainda não tinha tido sua contratação oficializada. O clube também emitiu uma nota na qual disse confiar nos responsáveis pelo Departamento Médico do clubes que realizaram os exames médicos para contratação e que Carlos Eduardo está "plenamente apto a exercer suas funções como jogador de futebol.

Em seu último clube, o Atlétic-MG, ele atuou apenas 14 vezes - e nenhuma durante os 90 minutos. De acordo com o meia, a falta de oportunidades nada teve a ver com problemas físicos, mas por opção dos técnicos.

"Não tive nenhuma lesão, foi opção dos treinadores que passaram por lá [Atlético-MG]. Infelizmente não tive uma sequência, isso prejudicou bastante. Mas não tive nenhuma lesão, e isso [falta de jogos ] me prejudicou bastante", avaliou.

O atleta de 29 anos também comentou a situação do Vitória, que ocupa a zona de rebaixamento do Brasileiro. Ele se diz acostumado à pressão.

"Acho que, no futebol brasileiro, todos os clubes têm uma pressão muito grande. Acho que o Vitória tem tudo para melhorar, para crescer no campeonato. (...) Posso dizer que estou muito bem fisicamente, porque parei muito pouco. A gente vai conversar para ver com o professor [Alexandre] Gallo a melhor situação, mas, se der para ir domingo, eu vou entrar com muita determinação para conseguir o melhor para o Vitória."

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos