Sondado pelo Fenerbahce, Centurión vê permanência no Boca como prioridade

José Eduardo Martins e Tales Torraga

Do UOL, em São Paulo

  • Boca Juniors/Imprensa

    Centurión aguarda para definir o seu futuro

    Centurión aguarda para definir o seu futuro

O São Paulo aguarda para saber qual será o destino de Centurión neste segundo semestre. Emprestado ao Boca Juniors até sexta-feira, o jogador está na mira de outros clubes. O Fenerbahce, da Turquia, por exemplo, já fez uma sondagem para contratá-lo. No entanto, os representantes do meia atacante têm reuniões agendadas com os dirigentes do Boca e o jogador mantém a esperança de permanecer na Argentina.

"Ele tem propostas de vários clubes, mas a prioridade ainda é do Boca", afirmou o José Galante, o representante do jogador no Brasil que integra a comitiva dele em Buenos Aires.

Para contratar o meio campista, os argentinos devem desembolsar 6,3 milhões de dólares (R$ 20,16 milhões). Após se destacar pelo clube na campanha do título nacional, o jogador tem o apoio do treinador Guillermo Schelotto para permanecer no clube. Os jogadores também fazem campanha para que o colega seja contratado.

No entanto, os dirigentes não querem gastar tal quantia e tentam barganhar com o São Paulo. Os problemas do jogador fora de campo também fazem com que os diretores do Boca fiquem receosos de gastar muito para fechar o negócio. A ideia é pagar 5 milhões de dólares (R$ 16 milhões). Um dos argumentos dos argentinos é de que o São Paulo já conta com seis estrangeiros em seu elenco, sendo que apenas cinco podem ser inscritos em partidas do Campeonato Brasileiro. 

O Boca já tentou propor também prorrogar o empréstimo, tal oferta já foi recusada pelo diretor executivo de futebol do São Paulo, Vinícius Pinotti. Além de recuperar as suas finanças, o São Paulo planeja utilizar a verba recebida com Centurión para reforçar o seu time. Uma possibilidade estudada pelo presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, é comprar em definitivo o volante Jucilei, que está emprestado ao Tricolor até o fim desta temporada. 

No título argentino, Centurión fez 21 das 30 partidas e marcou oito gols. O último deles foi na rodada final, abrindo os 3 a 0 sobre o Olimpo. O meia-atacante estava de touca protetora após corte no supercílio e a raça no lance foi exaltada por Schelotto: "Ele tem o sangue do Boca".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos