Sósia e apadrinhado de Jô, goleador da base ganha espaço no Corinthians

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

    Carlinhos, jovem atacante da base do Corinthians busca oportunidades

    Carlinhos, jovem atacante da base do Corinthians busca oportunidades

A espera é considerável, mas Carlinhos tem aliado importante para ganhar espaço no Corinthians. Artilheiro e campeão da Copa São Paulo em janeiro, ele integra os profissionais do clube há nove meses e encontrou no experiente Jô uma de suas referências. Com uma história parecida dentro do clube, o titular virou uma espécie de padrinho do mais jovem. 

"Converso muito com Arana, com Pedrinho, com Carlinhos, que esse ano ainda não jogou, mas sempre falo para ele que uma hora isso vai chegar. Ele só tem 20 anos, então é muito cedo para ficar frustrado porque não jogou. Tudo é o tempo. Na minha época, comigo, foi muito rápido [estreou aos 16 anos], mas ele tem de respeitar o grupo de profissionais", aconselhou Jô, em entrevista recente ao UOL Esporte.

Além da relação, os dois atacantes são praticamente sósias, nem tanto pela fisionomia, mas pelo porte físico e pela cor de pele. As brincadeiras são frequentes, a ponto de Carlinhos normalmente brincar de que Jô poderia ser seu pai ou irmão mais velho. Ele, aliás, é até mais alto que o companheiro: 1,95 m contra 1,88 m. Fato é que os conselhos têm sido valiosos. 

Sem espaço no time adulto, que tem em Jô um protagonista e Kazim o reserva imediato, Carlinhos tem mantido uma rotina diferente dos demais. Trabalha com os profissionais durante a semana, mas 'desce' para adquirir ritmo de jogo e auxiliar a equipe sub-20. Em oito partidas pelo Paulistão de juniores, o centroavante anotou cinco gols.

Essa espécie de intercâmbio tem sido acompanhado por Fábio Carille e seus auxiliares, sobretudo Osmar Loss, que dirigiu Carlinhos nas divisões de base. A avaliação é que os trabalhos têm surtido efeito com o jovem, que se vê cada dia mais pronto para brigar por uma oportunidade. A dificuldade, no caso, é encontrar espaço, pois Jô tem atuado quase todas as partidas e Kazim conta com o respaldo da comissão técnica, apesar da falta de gols.

Mesmo assim, a evolução foi reconhecida por Carille, que na última semana levou o jovem Carlinhos para a concentração pela primeira vez. Ele foi relacionado para o confronto com o Bahia e ficou também no banco de reservas, mas não estreou. Além disso, outros centroavantes foram oferecidos ao Corinthians nos últimos meses, mas a opção foi por manter o jovem como alternativa. Até mesmo o retorno de Luciano, que estava no Leganés-ESP e ainda pertence ao clube, foi descartado. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos