Após errar quatro seguidos, Portugal faz de pênalti e bate México na Rússia

Do UOL, em São Paulo

  • Sergei Karpukhin/Reuters

    Jogadores de Portugal comemoram gol de Adrien Silva sobre o México

    Jogadores de Portugal comemoram gol de Adrien Silva sobre o México

Portugal é o terceiro colocado na Copa das Confederações. Neste domingo (2), a seleção europeia venceu o México por 2 a 1, na Arena Otkrytie, em Moscou (RUS), para garantir a posição em sua despedida do torneio. Para triunfar na prorrogação, a equipe nacional contou com gol salvador de Pepe e com o fim da má fase nos pênaltis.

Ainda no primeiro tempo, André Silva desperdiçou cobrança ao parar em Ochoa. Como Portugal havia errado as três cobranças que fez na disputa de pênaltis contra o Chile, pela semifinal da competição, a seleção chegou a quatro erros seguidos. Mas se redimiu na prorrogação.

O México saiu na frente com gol contra de Neto, e Portugal empatou com Pepe aos 46 do segundo tempo. Na prorrogação, os europeus viram Adrien Silva converter pênalti para dar números finais à partida.

Ochoa brilha após ajuda eletrônica

Yuri Kadobnov/AFP
Goleiro mexicano Ochoa defende pênalti cobrado por Andre Silva

Aos 15 minutos do primeiro tempo, o árbitro Fahad Al-Mirdasi não viu pênalti de Rafa Márquez em André Silva. No entanto, após revisão eletrônica, o juiz voltou atrás e assinalou a falta, dando ainda amarelo para o mexicano. Mas o centroavante desperdiçou a cobrança, parando na defesa do goleiro Ochoa.

Os europeus haviam perdido os três batidos contra o Chile na semifinal, após empate em 0 a 0 no tempo regulamentar e na prorrogação, e foram derrotados por 3 a 0 nos pênaltis. Assim, o erro foi o quarto seguido da seleção.

Susto para a torcida

Alexander Nemenov/AFP
Peralta, do México, disputa a bola com Danilo, de Portugal

Aos 42, Martins cruzou para a área do México três dedos, com estilo, e Peralta se atirou para cortar. Após sua cabeçada, a bola se enganchou na rede pelo lado de fora e assustou parte da torcida, que pensou que o mexicano havia marcado contra.

México em vantagem

Alexander Zemlianichenko/AP
Português Luis Neto desvia a bola e faz gol contra a favor do México

Se Peralta ficou perto de fazer gol contra, Neto não ficou no quase. Após jogada de Hernandez pela esquerda, Vela bateu cruzado. A bola bateu no zagueiro português e entrou, colocando o México em vantagem na partida.

Festival de gols perdidos

Yuri Kadobnov/AFP
Pizzi perdeu boa chance para empatar o jogo contra o México

Aos 17 minutos do segundo tempo, Martins recebeu cruzamento dentro da pequena área e cabeceou, parando em Ochoa, que fez a melhor defesa do jogo. Pizzi, pouco antes, e Nani, pouco depois, também perderam boas chances para empatar a partida.

Pepe épico

Alexander Zemlianichenko/AP
Pepe comemora após empatar o jogo para Portugal contra o México

Quando parecia que o México não seria mais ameaçado e venceria a partida no tempo regulamentar, Pepe empatou o jogo nos acréscimos. Aos 46, o brasileiro naturalizado português recebeu cruzamento de Quaresma e desviou com a sola do pé direito, vencendo o goleiro Ochoa.

Assim que se faz!

Denis Tyrin/AP
Adrien Silva, de Portugal, vence Ochoa e marca de pênalti contra o México

Aos 12 minutos do primeiro tempo da prorrogação, Layún tocou com o braço na bola dentro da área, e o árbitro marcou pênalti. Um minuto depois, Adrien Silva cobrou e fez o gol da virada de Portugal, que espantou a má fase em cobranças do tipo na Copa das Confederações. O lance deu números finais à partida.

O fim da prorrogação ainda teve lances polêmicos para a arbitragem. Semedo, de Portugal, e Jiménez, do México, foram expulsos, e os latino-americanos ainda reclamaram de pênalti não marcado.

FICHA TÉCNICA
Portugal 2x1 México

Local: Arena Otkrytie, em Moscou (RUS)
Data: 2 de julho de 2017, domingo
Horário: 9h (de Brasília)
Árbitro: Fahad Al-Mirdasi (SAU)
Gols: Neto (contra), aos 17 min do 2º T (MEX), Pepe, aos 46 min do 2º T (POR), Adrien Silva, aos 13 min do 1º TP (POR)
Cartões amarelos: Márquez (MEX) e Moreno (MEX)
Cartões vermelhos: Semedo (POR) e Jiménez (MEX)

Portugal: Rui Patricio; Semedo, Pepe, Neto e Eliseu; Pizzi (Carvalho), Moutinho (Adrien Silva), Danilo (Gomes) e Martins; Nani (Quaresma) e André Silva.
Técnico: Fernando Santos

México: Ochoa; Reyes, Márquez e Moreno; Araujo, Guardado (Jonathan dos Santos), Herrera e Layún; Vela, Hernandez (Jiménez) e Peralta (Lozano).
Técnico: Juan Carlos Osorio

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos