Com time B, Alemanha frustra Chile e conquista a Copa das Confederações

Do UOL, em São Paulo

A Alemanha é campeã da Copa das Confederações. A equipe europeia contou com falha da zaga adversária para marcar no primeiro tempo e vencer o Chile por 1 a 0, neste domingo (2), em duelo realizado na Arena Zenit, em São Petersburgo. Stindl fez o único gol do jogo.

A tetracampeã mundial nunca havia conquistado o torneio. O técnico Joachim Low levou um time muito jovem e sem as principais estrelas que devem ir à Copa no ano que vem. Porém, mesmo assim, conseguiu ser campeão com uma equipe com média de idade de 23 anos.

Já o Chile vinha do melhor momento de sua história e chegou à final com moral. Afinal, o time venceu as últimas duas edições da Copa América. Os chilenos encaravam a decisão deste domingo como uma final de Copa do Mundo, já que ganhariam ainda mais relevância com o primeiro título de nível mundial de sua história, mas tiveram que amargar o vice.

Que papelão

REUTERS/Maxim Shemetov

Era o Chile quem dominava o jogo desde o começo, e o goleiro Ter Stegen salvou duas vezes a Alemanha em dois lances de Vidal. Primeiro em chute aos quatro minutos e depois após finalização da entrada da área, aos 19.

Porém, a pressão chilena não adiantou de nada. Logo na sequência da segunda defesa, Marcelo Díaz se atrapalhou sozinho na defesa, Werner roubou a bola e rolou para Stindl, que só teve o trabalho de empurrar para o gol vazio: 1 a 0 Alemanha.

Balde de água fria

REUTERS/Kai Pfaffenbach

O gol abalou os chilenos, que até continuaram no ataque, mas nem de longe com a mesma intensidade de antes. Os sul-americanos chegaram mais uma vez com Isla, que entrou na área pela direita e cruzou para o meio, mas Aránguiz pegou muito mal e mandou longe.

Quase o segundo

AFP PHOTO / FRANCOIS XAVIER MARIT

Já a Alemanha se empolgou com o gol e ficou perto de fazer o segundo ainda na etapa inicial. Aos 36 minutos, a atual campeã do mundo puxou contra-ataque, e Goretza bateu cruzado rente à trave do goleiro Bravo.

Pouco depois, aos 40, Werner fez bela jogada pela esquerda e rolou para trás. Draxler bateu de primeira, mas a bola foi para fora. A melhor chance, porém, ainda viria nos acréscimos. A defesa chilena falhou de novo, e Jara saiu jogando errado. Draxler recuperou a bola e tocou para Goretzka, que chutou em cima de Bravo.

Esquentou o clima

AFP PHOTO / Yuri CORTEZ

Na volta do intervalo, o jogo ficou tenso. Aos 13, Vidal e Kimmich discutiram na linha de fundo, e o árbitro Milorad Mazic mostrou o cartão amarelo para ambos. O curioso é que os dois jogadores são companheiros no Bayern de Munique. Depois, aos 20, o juiz utilizou o recurso de vídeo eletrônico após Jara dar cotovelada em Werger, mas o defensor só recebeu o cartão amarelo.

Blitz chilena, mas Ter Stegen salva

REUTERS/Carl Recine

Atrás no placar, os sul-americanos partiram para o ataque em busca do empate. Foi uma sequência de lances perigosos, e o gol só não saiu por causa de Ter Stegen. Aos 26, a zaga alemã cortou os chutes de Vargas e Sánchez. Dois minutos depois, o goleiro segurou finalização de Vargas. O camisa 22 fez mais duas defesas logo em seguida: espalmou para fora outro chute de Vargas e depois se esticou todo para defender após tentativa de Aránguiz.

Nos acréscimos, Ter Stegen ainda evitou que o jogo fosse para a prorrogação. Alexis Sánchez cobrou falta da entrada da área, mas o goleiro espalmou. Foi o lance que garantiu o título para os alemães.

Tite no estádio

A final entre Chile e Alemanha contou com a presença de Tite na Arena Zenit. O técnico da seleção brasileira está na Rússia junto com Edu Gaspar, coordenador de seleções, para acompanhar a decisão e também procurar um local para o Brasil ficar durante a Copa do Mundo de 2018.

Adeus, Copa das Confederações?

AP Photo/Dmitri Lovestky

Esta pode ter sido a última edição da Copa das Confederações. Afinal, a Fifa planeja acabar com o torneio pela falta de mobilização e interesse. Foram oito edições sob a chancela da entidade, de 1997 a 2017, e o maior vencedor é o Brasil, com quatro títulos (1997, 2005, 2009 e 2013).

FICHA TÉCNICA
CHILE 0 X 1 ALEMANHA

Local: Estádio de São Petersburgo, em São Petersburgo (Rússia)
Data: 2 de julho de 2017 (Domingo)
Horário: 15 horas (de Brasília)
Árbitro: Milorad Mazic
Assistentes: Milovan Rsitc e Dalibor Djurdjevic
Cartões amarelos: Vidal, Bravo e Jara (Chile); Kimmich, Rudy e Can (Alemanha)
Gol: Stindl, aos 20 do 1º tempo

CHILE: Claudio Bravo, Mauricio Isla, Gary Medel, Gonzalo Jara e Beausejour; Marcelo Díaz (Leonardo Valencia), Charles Aránguiz (Sagal), Arturo Vidal e Pablo Hernández; Eduardo Vargas (Édson Puch) e Alexis Sánchez. Técnico: Juan Antonio Pizzi

ALEMANHA: Marc-André ter Stegen, Matthias Ginter, Shkodran Mustafi e Antonio Ruediger; Joshua Kimmich, Sebastian Rudy, Jonas Hector, Leon Goretzka (Sule) e Julian Draxler; Timo Werner (Emre Can) e Lars Stindl. Técnico: Joachim Low

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos