Como a punição do Atlético de Madri virou uma "bola de neve" no mercado

Bruno Doro

Do UOL, em São Paulo

  • REUTERS/Albert Gea

Quando você pensa nos grandes do mercado de transferência do futebol mundial, o nome dos gigantes ingleses, de Real Madrid e Barcelona, do PSG e até do novo-rico Milan aparecem. Porém, é o Atlético de Madri, que normalmente não causa muita comoção em suas contratações, um dos grandes atores da janela atual de transferências. E justamente por não poder fazer nada.

Em janeiro de 2016, o clube foi punido, ao lado do Real Madrid, pela Fifa por infringir as regras de transferências internacionais da entidade. Os dois clubes foram proibidos de fazer contratações por duas janelas de transferências. O Real apelou à Corte de Apelação do Esporte, o mais alto nível jurídico do esporte no planeta, e teve a punição cancelada em dezembro. O Atlético foi julgado pela CAS apenas em maio. Os dirigentes achavam que a decisão seria a mesma dos rivais e já tinham iniciado negociações para reforçar a equipe. Mas o tribunal suíço não aceitou a apelação do Atlético e obrigou o clube a cumprir a sua pena. Com isso, acabou congelando o mercado atual.

Peter Nicholls/REUTERS
Diego Costa: depois que recebeu mensagem de Conte avisando que não seguiria no Chelsea, ele quer voltar para o Atlético. Mas com a punição, situação do atacante está indefinida
Quer a prova? A primeira é o caso Diego Costa. O brasileiro naturalizado espanhol tinha seu nome ligado a uma série de clubes desde janeiro. Quando a temporada acabou, o próprio centroavante disse que não ficaria no Chelsea (o técnico Antonio Conte, inclusive, avisou que ele não fazia parte dos planos por mensagem de texto). Diego quer voltar para o Atlético, mas por causa da punição, sua situação segue indefinida.

Como não sabe se seu atacante sai ou não nesta janela, o Chelsea ainda não confirmou se vai contratar um substituto. O problema é que o time já tinha dois alvos (e estava negociando com ambos): o belga Lukaku, do Everton, e o espanhol Morata, do Real Madrid. E essa indefinição do clube londrino também afeta o Manchester United, interessado nos mesmos atletas, e Milan, que estava de olho em Morata.

Não é só isso. O francês Griezmann seria um dos jogadores mais assediados da janela, mas com a punição, resolveu ficar mais uma temporada em Madri. Mais uma vez, a sua decisão fez com que o Manchester United fosse afetado. O jogador seria o atacante que Mourinho estava esperando, mas, sem ele, teve de olhar para o mercado. O interesse em Lukaku e Morata, também dependia da chegada (ou não) de Griezmann.

Robert Pratta/Reuters
Lacazette: Lyon e Atlético ficaram muito perto do acordo pelo jogador, mas punição devolveu o atacante francês ao mercado
Outro time que acabou alterando rumos por causa do Atlético foi o Arsenal. O time de Arsene Wenger está procurando reforços e o assédio forte à revelação do Monaco, Kylian Mbappé é prova disso. O time, porém, achou que tinha perdido a disputa por seu primeiro alvo: Lacazette, do Lyon. O jogador, 26 anos, foi o único a marcar mais gols em uma temporada que Ibrahimovic enquanto o sueco jogou no PSG. Os jornais espanhóis davam como certa que Diego Simeone iria contar com ele a partir de agosto, mas o negócio melou com a punição sendo mantida. O Arsenal, então, tirou o foco de outras negociações e voltou à mesa para falar com o Lyon – rumores dão conta que um desfecho está próximo.

Essa negociação, também, afetou o PSG, que está atrás de reforços para o ataque. O time francês também contava com a venda do brasileiro Lucas Moura para a equipe espanhola. E a vaga seria usada com uma grande contratação. O sonho era o gabonês Aubameyang, do Borussia Dortmund. Mas com os problemas do Atlético, de repente o PSG se viu novamente com Lucas, com Lacazette disponível e ainda aumentou a indefinição sobre o destino de Mbappé (já que o foco do Arsenal ficou dividido entre o garoto do Monaco e o atacante do Lyon). O resultado? O destino de Aubemyang, que já foi dado como certo no Parc des Princes, ainda é incerto.

Não é só isso. Todos os jogadores do Atlético que interessavam ao mercado tiveram sua saída dificultada. O belga Carrasco, por exemplo, despertou interesse de ingleses, mas só deve sair se o relacionamento com Diego Simeone, como dizem os jornais espanhóis, for realmente ruim. Outro é Saul Níguez, astro da campanha espanhola no Europeu sub-21, que acaba de renovar com o clube.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos