Nilmar encerra bateria de exames e agora aguarda resposta do Santos

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Divulgação/Divulgação

    Nilmar pode assinar contrato até o fim de 2018 e receber R$ 200 mil e mais produtividade

    Nilmar pode assinar contrato até o fim de 2018 e receber R$ 200 mil e mais produtividade

O atacante Nilmar, ex-Internacional e Corinthians e que estava no Al-Nasr, dos Emirados Árabes, concluiu a bateria de exames médicos, e agora aguarda uma posição da diretoria do Santos para assinar contrato. O atleta foi submetido a três dias de exames por imposição do clube paulista, que adota cautela devido ao histórico de lesões do jogador.

Nilmar já operou os dois joelhos e não atua há 14 meses. Ele rescindiu contrato recentemente com o Al-Nasr.

Caso diretoria e comissão técnica fiquem satisfeitas com os exames, Nilmar deve assinar contrato até o fim de 2018. O centroavante deve receber salário fixo de R$ 200 mil e mais bonificações, o conhecido "contrato de produtividade".

Nilmar já havia sido oferecido no início do ano, mas a cúpula alvinegra e o técnico Dorival Júnior recusaram a contratação. No entanto, a má fase de Ricardo Oliveira e a baixa média de gols de Kayke e Rodrigão, fizeram a diretoria santista mudar de ideia.

Uma foto de Nilmar no CT Rei Pelé vazou nos grupos de WhatsApp de torcedores do Santos. A diretoria santista investigou quem bateu a foto. Como existem câmeras no local, os funcionários do clube já sabem que foi o autor – uma pessoa ligada a um jogador do elenco.

Reprodução

UOL Esporte revelou na última sexta-feira que o Santos já negociava a contratação de um centroavante de expressão, que chegasse para ser titular da equipe santista.

Ricardo Oliveira tem a pior média de gols entre os centroavantes

Ricardo Oliveira, titular absoluto nas duas últimas temporadas, vive um momento difícil. Em 2017, o camisa 9 já desfalcou o time por causa de caxumba, corte na orelha profundo, lesão no tornozelo e pneumonia. O atacante de 37 anos tem a pior média de gols entre os centroavantes do Santos. Até agora ele disputou 17 jogos e marcou apenas quatro gols, média de 0,23.

Kayke, o atual titular, vem logo em seguida. O camisa 11 disputou 21 jogos e marcou sete gols, média 0,33. A melhor média é de Rodrigão. O centroavante, que ainda não foi utilizado por Levir Culpi, disputou nove partidas e marcou quatro gols, média de 0,44.

Além dos centroavantes de origem, Bruno Henrique e Thiago Ribeiro já foram testados na função durante os jogos. Mesmo assim, a média deles também não anima comissão técnica e diretoria santista. O primeiro disputou 29 jogos e marcou seis gols, média 0,20. Já Thiago Ribeiro fez três gols em dez jogos, média de 0,30. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos