Por que Pottker, craque do Paulistão, ainda não brilhou no Inter?

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Inter

    William Pottker participa de treinamento do Internacional e vai voltar ao time

    William Pottker participa de treinamento do Internacional e vai voltar ao time

Artilheiro do último Brasileirão, goleador e craque do Campeonato Paulista, disputado com Corinthians e mais uma série de clubes. Este é William Pottker, contratado pelo Internacional como principal reforço da temporada. No Beira-Rio, porém, o 'Bruxo' ainda não conseguiu brilhar. As frequentes trocas de posição e a falta de sorte com uma lesão podem explicar a demora para deslanchar.

Pottker, diga-se, fez gol logo em sua estreia. A primeira partida com a camisa vermelha ocorreu em 20 de maio. Diante do ABC-RN, pela Série B, foi dele o gol que abriu o placar. Só que o feito de pouco adiantou, pois o time de Natal acabou empatando e a partida terminou com muitas reclamações no Beira-Rio.

O gol seguinte ocorreu apenas quatro jogos depois, na vitória por 4 a 2 contra o Náutico. Foi o último dele pelo Colorado, em 10 de junho. Ao todo, Pottker soma seis partidas e dois gols. Tem menos de 500 minutos em campo pelo Inter.

Neste tempo, sofreu com a instabilidade tática do time. Sem encontrar as melhores alternativas ofensivas, principalmente, o Inter mudou muito de formação. Foi do 4-3-2-1, utilizado por Antonio Carlos, para o 4-3-3. Depois tentou o 4-1-4-1, chegou ao 4-2-3-1 e agora testa o 4-4-2. A cada alteração, Pottker mudou de lugar.

Em seu primeiro jogo, atuou na penúltima linha ofensiva pelo lado direito. Em seguida atuou como ponta pela esquerda. Depois foi recuado para linha de armação e jogou dos dois lados. Foi utilizado também como centroavante. E na próxima partida será par de Nico López no ataque. Ao menos cinco posições diferentes, seja para começar o jogo ou alterando movimentação durante a partida.

E a inconstância tática não é a única razão para o aproveitamento mediano de Pottker. Uma lesão diante do Figueirense, ainda no primeiro tempo, o tirou dos campos pelos últimos 20 dias. No lance em questão, ele recebeu um lançamento, esticou a perna esquerda para tentar o domínio e acabou gerando uma lesão no músculo posterior da coxa. O imprevisto veio logo quando a comissão técnica pretendia o dar alguns dias de descanso devido ao desgaste gerado pela série de partidas.

"O Pottker é um jogador de muita qualidade, muita força. Fez falta aqui com o elenco quando esteve fora. Poderá nos ajudar muito, se o professor optar por ele, nos próximos jogos. Tem uma capacidade de finalização muito boa", disse o volante Edenílson. 

De fora, o atacante só viu a pressão aumentar. Não tanto sobre ele, que quando esteve em campo mostrou empenho e jamais recebeu vaias diretas da torcida, mas sobre o grupo que oscila muito na Série B. Com a quarta pior campanha da segunda divisão como mandante, o Internacional está fora da linha de equipes que subiria para primeira divisão. E isso incomoda muito os aficionados.

No sábado, mais uma chance para Pottker ser aquele dos bonitos gols pela Ponte Preta. O que despertou interesse e por pouco não parou no Corinthians, tendo sido procurado por clubes do Brasil e do exterior. A despeito de tudo isso, ele decidiu firmar um vínculo de três anos com o Inter e participar do resgate do clube, que pela primeira vez em sua história está fora da elite do futebol brasileiro.

O duelo com o Criciúma simboliza o regresso dele ao time vermelho. O jogo está marcado para as 16h30 (de Brasília) no Beira-Rio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos