Com memorial a vítimas, Chape apresenta projeto para modernizar Arena Condá

Daniel Fasolin

Colaboração para o UOL, em Chapecó (SC)

  • Divulgação

    Clube e Prefeitura de Chapecó precisam angariar recursos para iniciar projeto em 2017

    Clube e Prefeitura de Chapecó precisam angariar recursos para iniciar projeto em 2017

A Chapecoense apresentou nesta sexta-feira (7), em parceria com a prefeitura de Chapecó, o projeto para a modernização e ampliação da Arena Condá. A proposta ainda contempla um memorial em homenagem às vítimas da tragédia aérea em Medellín no ano passado, que matou 71 pessoas.

O projeto prevê que a Arena Condá se transforme em um estádio moderno, nos moldes dos construídos para a Copa do Mundo de 2014.

Em maio, o prefeito Luciano Bulligon (PSB-SC) se reuniu com o presidente Michel Temer, o governador de Santa Catarina Raimundo Colombo (PSD) e o deputado João Rodriguez (PSD-SC) no Palácio do Planalto para tratar do tema.

Na época, Temer sinalizou recursos de emendas parlamentares de aproximadamente R$ 16 milhões para a execução da primeira etapa da obra - R$ 10 milhões para 2017 e R$ 6 milhões para 2018.

Segundo a assessoria da Prefeitura de Chapecó, o clube ainda precisa conseguir mais recursos público/privados para que a obra saia do papel ainda em 2017.

"A Chapecoense é um clube querido no mundo inteiro, nada mais justo do que guardar a memória do clube, ampliar a Arena Condá e dar mais conforto ao torcedor", afirmou Bulligon.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos