Experiência tcheca e maturidade: Calazans esquece festas e decola no Flu

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Nelson Perez/Fluminense F.C.

    Marcos Calazans tem sido uma das maiores surpresas do Fluminense nesta temporada

    Marcos Calazans tem sido uma das maiores surpresas do Fluminense nesta temporada

Em dezembro de 2016, o atacante Marcos Calazans se preparava para disputar um torneio sub-20 quando soube que faria a pré-temporada com a equipe profissional. A princípio, era mais um dentre tantos jovens ainda desconhecidos por Abel Braga.

Com o decorrer da temporada, os espaços apareceram e Calazans correspondeu. Chamou tanta atenção que está na mira da Atalanta, que negocia com os tricolores uma possível transferência para a cidade italiana de Bergamo.

Quem vê a maturidade do camisa 30, que também ganhou o treinador por desempenhar bem a função de lateral-esquerdo, não vê semelhança alguma com o jovem que saiu do Flu emprestado para o Liberec, da República Tcheca, em 2014. Durante a temporada passada na pequena cidade, Calazans se dedicou ao aprendizado do idioma inglês, deixou as baladas um pouco de lado e a sua mudança de comportamento chamou a atenção no clube.

Último técnico de Calazans na base do clube, Thiago Gomes é só elogios ao antigo pupilo. A capacidade de levar a melhor no mano a mano e o gosto pela competição são as características destacadas por Gomes, que lembra bem a tática que teve de adotar para fazer o jovem render durante um coletivo:

"Ele é jogador de clássico, de estádio cheio. Lembro de um treino em que ele estava bem devagar. Faltando 15 minutos para terminar eu disse que daria uma folga extra se ele fizesse um gol e desse uma assistência até o final da atividade. Ele arrumou a folga em três minutos".

No Flu desde 2011, ele foi pinçado no Tigres do Brasil. No início de sua caminhada em Xerém, jogou como lateral, meia, atacante e não aprovou em nenhuma das posições. Tido como um grande talento da casa, amargou o banco de reservas por um tempo e teve seu melhor momento na reta final do Brasileiro sub-20, quando ganhou a vaga e levantou o título em um time que ainda tinha Douglas, Marlon, Pedro e Nogueira.

Atualmente titular tricolor, Calazans trocou sua Duque de Caxias natal por um apartamento na Barra da Tijuca. Aos 21 anos de idade, não foge à regra dos garotos de sua idade quando o assunto é diversão entre amigos, já que não dispensa jogos no vídeo game e é fã da NBA.

"É um garoto sempre muito alegre, bem moleque e isso se reflete no futebol solto que ele pratica. O jogo dele é baseado de velocidade e vejo ele pronto para ser profissional, seja no Fluminense ou em outro lugar", afirmou Marcelo Veiga, coordenador técnico das divisões de base do Fluminense.

Com o lateral Léo em momento instável e com algumas baixas no setor ofensivo, Calazans ganha cada vez mais espaço entre os 11 de Abel. Com a mesma velocidade que encara os defensores.


 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos