Citada por MP em briga, Ferj fala em tentativa de achar "bode expiatório"

Do UOL, no Rio de Janeiro

Citada pelo Ministério Público na ação que está sendo elaborada para pedir a interdição de São Januário, a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj), emitiu uma nota oficial onde demonstrou preocupação com uma suposta tentativa de se achar um "bode expiatório" para o episódio de violência que tomou conta do estádio no último sábado, no clássico entre Vasco e Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro.

A entidade termina o comunicado avaliando que uma possível medida de interdição ou punição ao clube ou à Polícia Militar é uma "primorosa peça de ficção e desconhecimento do conjunto da obra".

Veja a íntegra:


"A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, há muitos anos, pugna pela paz no futebol, repudia veementemente todo e qualquer ato de violência e lamenta os inaceitáveis episódios ocorridos por ocasião, não só da partida entre Vasco x Flamengo, mas também do jogo entre Botafogo x Atlético MG.


Preocupa-se com as ilusórias soluções mágicas, simplistas, superficiais,  precipitadas e, provavelmente, até mesmo injustas que eclodem no imediatismo das declarações, como se o encontro de um "bode expiatório" tivesse o condão de solucionar a falta de segurança, disseminada e endêmica em nosso estado. Realidade essa que não poupa o cidadão, onde quer que ele esteja, faixa etária, locais, instituições, a qualquer hora do dia ou da noite e que nos faz lamentar a perda de vidas e o crescente número de vítimas.


Também nos causa preocupação o dilúvio de equívocos no empirismo de inúmeras das proposições que se tem apresentado, sendo incontroverso que nenhuma ação terapêutica levará à cura e à interrupção do processo se não dirigida à etiologia do problema. Para isso, torna-se imperiosa e urgente a necessidade de entendimento, de estudos e de discussões despidas das vaidades dos cargos, mas voltadas para o encontro de medidas e ações criteriosas que tenham eficiência, eficácia e efetividade, com a participação e envolvimento de todos os segmentos que podem contribuir para tal. A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro coloca-se inteiramente à disposição das autoridades para debater o assunto em busca das soluções.


Defendemos a rigorosa apuração de responsabilidades e exemplar penalidade dos culpados, mas afirmar que a interdição de um estádio, punição de um clube ou atribuir à Polícia Militar toda a culpa pelos incidentes sejam soluções para a violência nos parece primorosa peça de ficção e desconhecimento do conjunto da obra".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos