Walter justifica declarações e diz estar 'muito feliz no Atlético-GO'

Do UOL, em Santos (SP)

  • Paulo Marcos / Assessoria ACG

    Walter começou jogo contra o Vitória no banco e entrou no intervalo

    Walter começou jogo contra o Vitória no banco e entrou no intervalo

Walter concedeu entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira (10), no CCT do Dragão, para comentar as polêmicas declarações dadas no último domingo (9) à Rádio 730 AM, de Goiânia. De acordo com o atacante, ele foi mal interpretado e quer continuar jogando no Atlético-GO.

Tudo começou com uma pergunta sobre o seu retorno aos gramados. No sábado (8), na derrota por 2 a 1 para o Vitória, ele voltou a jogar vinte dias após ser barrado por conta do sobrepeso. Questionado quanto a uma possível "última chance" no Atlético-GO, Walter se irritou.

"Eu não quero jogar no Atlético, quero algo grande para mim, com todo respeito ao Atlético. Se eu não continuar jogando aqui, vou jogar onde? Não vim para cá para passear ou para brincar. Vim para cá para jogar. Fiquei dois meses e não consegui bater minha meta e em vinte dias eu consegui", disse Walter após ser questionado sobre a possibilidade de a diretoria 'perder a paciência' com ele.

Nesta segunda-feira (10), em coletiva, Walter minimizou as palavras polêmicas ditas à rádio e deu a entender que foi mal interpretado.

"Se você escutar a entrevista toda, você vai ver que não é aquilo que saiu. Se eu não quisesse jogar no Atlético-GO eu não estava aqui, porque teve coisa para eu ir embora", disse o jogador, contratado pelo Goiás após ser demitido do clube esmeraldino por agredir um companheiro.

"Lá no Goiás aconteceram umas coisas e eu falei: 'quero minha rescisão', porque eu não estava feliz, não tinha como eu continuar lá, e vim para cá muito feliz", recorda.

Em seguida, Walter falou abertamente sobre o trabalho que fez para perder peso.  "Teve gente que falou: 'Pô, teve dois meses e não conseguiu, como vai emagrecer em 20 dias?', e eu consegui fazer isso, porque eu quero dar a volta por cima. Eu estou muito bem aqui, podem ter certeza", garantiu Walter.

"Hoje meu peso está em 96, cheguei aqui com 103 kg, 104, e depois de dois meses era difícil bater nos 100. Hoje chegou a 96 e, o que eles querem, é 95. Estou um [quilo] acima do combinado. Acho que esses 20 dias me fizeram muito bem. E o meu foco até o fim do ano é estar melhor ainda", acrescentou o atacante.

Bem-humorado, Walter disse que precisou mudar alguns costumes para que o planejamento desse certo. "Não comia salada nem a pau, e hoje estou comendo. Evitei comer doce, na feirinha, pastel... Hoje se eu for na feirinha eu tomo aquele caldinho. Eu ia direto no caldo de cana. Cortei isso, cortei refrigerante", disse.

Com apenas sete jogos no Campeonato Brasileiro, o centroavante rubro-negro espera muito mais do Atlético-GO na competição – o time atualmente ocupa a lanterna da tabela.

"Joguei sete jogos. Ainda tem muito campeonato pela frente, 26 jogos. Campeonato Brasileiro em um mês muda muito. Hoje o torcedor está chateado, mas eu vejo que ele está junto comigo. Por isso que eu tenho um carinho grande pelo torcedor do Atlético-GO", finalizou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos