Sem grana, Flu encerra contrato com empresa de tetracampeão olímpico

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Bruno Haddad/Fluminense F.C

    Michael Johnson posa com a camisa do Fluminense na assinatura do contrato

    Michael Johnson posa com a camisa do Fluminense na assinatura do contrato

Anunciada em junho de 2015, a parceria entre o Fluminense e a Michael Johnson Performance (MJP) está desfeita desde meados do mês de março.

Em tempos de cintos apertados nas Laranjeiras, a nova diretoria entendeu que os gastos com a empresa do quatro vezes medalhista de ouro olímpico no atletismo (4x400m em Barcelona-92, 200m e 400m em Atlanta-96 e 400m em Sydney-2000) não geravam os resultados esperados.

Sem grana para investir, o Fluminense optou por concentrar os poucos recursos existentes na manutenção da estrutura de Xerém, que também prevê a aquisição de eventuais novos talentos, e no projeto com o Samorin, filial do clube na Eslováquia.

Pelo acordo firmado ainda na gestão de Peter Siemsen, a MJP ficaria responsável pela orientação na preparação física das divisões de base, com avaliações de performance atlética e o desenvolvimento de programas de preparação específicos para cada posição, com a metodologia combinada entre os dois lados. Havia a intenção de instalar uma academia da empresa do multicampeão no CT do clube, mas o projeto não foi adiante.

Havia também a previsão de que atletas tricolores usassem a instalação da matriz da MJP, em Dallas, o que aconteceu algumas vezes, além do intercâmbio de profissionais. O plano era tido como mais uma tentativa de internacionalizar a marca do Flu mundo afora.

Quando o contrato estava em vigor, o coordenador atlético Bryan Monroe ficava baseado em Xerém. O norte-americano era o elo entre a empresa de performance e o Tricolor. Apesar da não-continuidade, há a expectativa de que as partes ainda mantenham uma relação de cooperação mútua.

Procurado pelo UOL Esporte, a assessoria de imprensa informou que "o Fluminense tinha um contrato para a criação de uma metodologia de performance com a MJP para Xerém e, após desenvolver este projeto, decidiu interromper temporariamente o trabalho da empresa, realocando seus recursos financeiros para outras áreas do clube".

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos