Giuliano, salário e porcentagem na multa incentivam R. Caio a sair do SP

Bruno Grossi e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Vorley/AGIF

    Rodrigo Caio, zagueiro do São Paulo, pode acertar a sua transferência

    Rodrigo Caio, zagueiro do São Paulo, pode acertar a sua transferência

A semana é decisiva para Rodrigo Caio definir o seu futuro no São Paulo. O zagueiro é alvo de proposta do Zenit, da Rússia, que se mostrou disposto a pagar 18 milhões de euros (R$ 66,6 milhões) para tirá-lo do Morumbi. Segundo apurou o UOL Esporte, os representantes do clube russo devem apresentar a proposta oficial em breve. Caso eles desembolsem o valor da multa rescisória, caberá ao zagueiro decidir se aceita ou não a oferta e, de acordo com pessoas envolvidas na negociação, ele está propenso a dizer sim.

Por contrato, Rodrigo Caio tem direito a receber 10% do valor da multa rescisória, ou seja, 1,8 milhão de euros. Entre salários e luvas, ele deve ganhar 3,4 milhões de euros por ano. O defensor, aliás, sabe que essa janela de transferência pode ser a grande oportunidade para sair. Quando negociou com o São Paulo a renovação do seu contrato, o zagueiro fez duas exigências: um aumento salarial (ele ganhava cerca de R$ 100 mil e passou a ganhar perto do teto tricolor, R$ 400 mil) e a redução de multa rescisória (antes o valor era próximo de 30 milhões de euros e dificultaria uma provável saída).

Outro fator que pode contribuir na decisão de Rodrigo Caio é a presença de Giuliano na equipe russa. O jogador é frequentemente convocado por Tite para integrar a seleção brasileira, o que indica que treinador observa o desempenho do time, alimentando o sonho do zagueiro de disputar a Copa do Mundo. Ainda neste sentido, o momento do São Paulo, penúltimo colocado no Campeonato Brasileiro, também não ajuda muito na hora de o zagueiro se destacar.

Rodrigo Caio e o São Paulo receberam a sinalização de que o Zenit poderia fazer o depósito do valor da multa rescisória e, por isso, o jogador não sabia se entraria em campo no clássico deste domingo contra o Santos até momentos antes do duelo. Como os russos preferiram esperar o início da semana e a apresentação de Dorival Júnior no Tricolor para conversar com a diretoria, o zagueiro atuou normalmente na Vila Belmiro.

Segundo apurou o UOL Esporte, o treinador do Zenit, Roberto Mancini, aprovou a contratação de Rodrigo Caio. O italiano também indicou o grego Kostas Manolas, da Roma. Porém, para tirá-lo do clube italiano os russos vão ter de desembolsar 30 milhões de euros, valor da multa rescisória do jogador, e vencer a concorrência com o Chelsea, que também mostrou interesse pelo defensor. Assim, o Zenit precisa gastar muito menos para contratar Rodrigo Caio.

São Paulo tem esperança de que não haja negócio

O São Paulo, por outro lado, acredita que a negociação pode não se concretizar. A diretoria espera que a chegada de Dorival Júnior possa fazer com que o jogador se motive a permanecer no clube. Contratado na última semana, o novo comandante disse que gostaria de contar com zagueiro e ouviu que a diretoria não tem a intenção de negociá-lo.

Outro trunfo do São Paulo pode ser o desejo do jogador de atuar em um país de mais tradição no futebol europeu, como Espanha, Itália e Inglaterra. Rodrigo Caio já negou ofertas em outras ocasiões para esperar uma oportunidade de disputar um dos principais campeonatos do Velho Mundo.

O contrato de Rodrigo Caio com o São Paulo é válido até 2021. Titular na conquista da medalha de ouro na Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016, e convocado por Tite para integrar a seleção principal, Rodrigo Caio está bem cotado no mercado. Em 2015, já ficou muito perto de acertar com o Valencia e o Atlético de Madrid, ambos da Espanha.  

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos