STJD solicita documentos ao Vasco para liberar São Januário

Do UOL, no Rio de Janeiro

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), através de seu vice-presidente Paulo César Salomão Filho, solicitou laudos e documentos ao Vasco após o clube entrar com um requerimento pedindo reconsideração da interdição de São Januário. O Cruzmaltino deseja mandar seus jogos no estádio até que o processo seja julgado e concluído, ou que, ao menos, possa atuar lá com os portões fechados.

O STJD exige que o Vasco apresente documento do Comitê Nacional de Inspeção de Estádio da CBF (CNIE) atestando condições do local para a realização de partidas sem a venda de ingressos, além de solicitar documento confeccionado pela Polícia Militar do Rio de Janeiro afirmando que garante a integridade física dos participantes do evento esportivo e de torcedores que eventualmente se concentrem no entorno do estádio.

Caso não seja possível mandar os jogos em São Januário com torcida até o julgamento, a possibilidade de atuar lá com portões fechados é o plano A. O clube acredita que terá desvantagens em disputar suas partidas como mandante em outras praças.

""É uma pergunta que não é fácil, mas desde que acabou o jogo já estou pensando nisso. Imaginávamos milhões de cenários mas, dentro da nossa casa, com ou sem torcedor, é dentro da nossa casa. Você quando está na sua residência acorda à noite e não precisa acender a luz para caminhar, já conhece a casa. Aí vamos jogar onde? Brasília (DF)? Volta Redonda (RJ)? Cariacica (ES)? Tem viagens, logística difícil... Além das viagens que nós temos fora de casa, teríamos que viajar toda semana", declarou o técnico Milton Mendes.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos