Chapecoense libera, Rossi se despede de elenco e vai para o futebol chinês

Daniel Fasolin

Colaboração para o UOL, em Chapecó

  • Sirli Freita/Chapecoense/Divulgação

O atacante Rossi está de saída da Chapecoense. Um dos reforços e destaques do clube nesta temporada de reconstrução, o jogador foi vendido ao Shenzhen Football Club, da segunda divisão chinesa, por 3,4 milhões de euros (R$ 12,5 milhões).

O clube catarinense, dono de 75% dos direitos econômicos do atleta, liberou Rossi na noite nesta quarta-feira (12) para retornar a Chapecó. Ele já se despediu do elenco que estava no Recife para a disputa da partida de quinta-feira (13) pelo Campeonato Brasileiro, contra o Sport.

A saída do jogador é oficial, mas maiores detalhes foram prometidos na quinta-feira. A Chapecoense confirmou a movimentação em um comunicado. 

"Associação Chapecoense de Futebol comunica que o jogador Rossi não faz mais parte do grupo. Rossi já se despediu e embarca neste momento para o futebol chinês", diz o texto enviado pelo clube catarinense.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos