Diego Souza detona diretoria, cita drama pessoal e diz que fica no Sport

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Sportv

    Diego Souza fala em coletiva de imprensa após voltar ao Sport

    Diego Souza fala em coletiva de imprensa após voltar ao Sport

A novela finalmente chegou ao fim. Mesmo descontente com a diretoria do Sport, o atacante Diego Souza anunciou emocionado que permanecerá no clube pernambucano e cumprirá normalmente seu contrato. O jogador, que se reapresentou nesta quarta após um período de ausência, tinha proposta para se transferir para o Palmeiras.

"Nem tudo é o que parece ser. E nem tudo é o que fazem parecer ser. Eu nunca precisei mentir aqui no Sport em relação a nada. Sempre fui muito profissional aqui dentro. Exemplo para essa juventude. E carreguei essa bandeira do Sport comigo. Tanto dentro quanto fora. Em todos os sentidos", disse Diego Souza.

"Existiu uma cláusula de saída sim, mas eu nunca falei dela com ninguém. Ela era muito clara e direta, a minha saída do Sport custaria 1,6 milhão de euros. E o Diego em momento algum forçou uma saída para ganhar 1,6 milhão de euros. Não fez proposta, contraproposta, nada. E o que mais me deixou chateado era que as pessoas ficavam me pedindo um posicionamento", disse o jogador, ressaltando a multa rescisória para tirá-lo do clube.

O principal alvo das reclamações do atacante foi a diretoria do Sport. Segundo Diego Souza, ele já havia afirmado aos dirigentes que não pretendia deixar o clube e explicado seus problemas particulares.

"Primeiramente não me senti protegido aqui dentro do clube. Não me senti protegido pela direção do clube. Mandei uma mensagem para o presidente, e ele me respondeu. E a partir do momento de resolver um problema particular, calhou de ser no meu sétimo jogo. Coincidência", afirmou o jogador.

"Vesti a camisa desde o momento que cheguei aqui e continuaram falando de negociações, de renovações de aumento de salário para ganhar o dobro no Palmeiras, falando de valores e não me respeitaram no momento em que mais precisei", completou.

Em diversos momentos do pronunciamento, Diego Souza se emocionou e citou problemas pessoais - mas sem entrar em detalhes sobre o assunto. O atacante afirmou que contou aos demais atletas do Sport sobre o momento difícil que estava passando.

"Falei para os meus companheiros, mandei mensagem expondo meu problema. Todo mundo estava sabendo o que estava acontecendo comigo, até para entender que eu não estava indo embora nem forçando nenhuma situação. De coração, quero agradecer meus companheiros por terem me entendido e ficado do meu lado", contou.

Por último, o jogador mostrou-se chateado com os comentários de que seria "mercenário" e afirmou ter aberto mão de boas propostas em outros momentos da carreira.

"Meu problema não é dinheiro. Graças a Deus ao longo da minha carreira consegui me realizar financeiramente. Se for para falar de valor, quando voltei para cá, saindo do Fluminense, deixei [de ganhar] quase R$ 100 mil. Se fosse uma proposta da China, que resolveria minha vida... mas não é o que eu estou procurando no momento. Tive esse problema, como qualquer um pode ter. Espero que ninguém tenha, são coisas ruins".

O atacante ainda reclamou das notícias ventiladas sobre a possível transferência para o Palmeiras. "E aconteceram coisas esses dias que eu tive momentos de dificuldade. Eu fiquei muito triste. Nunca estive tão triste desde que cheguei no Sport. Nunca tive aqui para julgar ninguém, para dar porrada em qualquer situação. Tem muito mau-caráter dentro dessa história. Teve gente do lado de vocês que se aproveitou da situação. Eu fiquei muito chateado com tudo o que aconteceu". 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos