Ex-preparador do SP admite volta precoce de Cueva e se defende de críticas

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Cueva tem sido criticado e saiu vaiado do último jogo do São Paulo

    Cueva tem sido criticado e saiu vaiado do último jogo do São Paulo

Em entrevista à Rádio Globo, o ex-preparador físico do São Paulo, José Mário Campeiz, falou pela primeira vez após ser demitido. O desligamento aconteceu na última segunda-feira. O profissional se defendeu das críticas feitas por conselheiros e torcedores sobre seu trabalho no Tricolor e admitiu que Christian Cueva voltou sem estar 100% fisicamente para as semifinais do Campeonato Paulista e os duelos com o Cruzeiro na quarta fase da Copa do Brasil.

"Quando ele teve a lesão na seleção, ficou um tempo parado. E todo atleta que passa por isso vê a performance cair. Foram quase 30 dias parado. Quando teve de retornar, nos momentos mais importantes com semifinal e o mata-mata com o Cruzeiro, optou-se em comum acordo colocar o atleta, que ainda precisava de um tempo maior de preparo. Ele não estava no melhor de sua condição física naquele momento. Já recuperou e agora o problema é técnico", disse Campeiz.

A teoria já havia sido acusada pelo empresário de Cueva, Ronald Baroni, para defender o cliente de críticas de dirigentes e conselheiros sobre a condição física do meia peruano. O camisa 10 chegou a ser cortado do clássico contra o Santos no último domingo, quando o time foi dirigido por Pintado, mas voltou a ser titular na estreia de Dorival Júnior, no empate em 2 a 2 com o Atlético-GO, na última quinta-feira.

Zé Mário Campeiz também aproveitou para rebater as reclamações de que o time do São Paulo corre menos do que os rivais e citou o tropeço da última rodada como exemplo, já que os atletas mostraram entrega e boa intensidade até o minuto final. "As críticas só me motivam a trabalhar mais. Respeito a opinião deles, são conselheiros e o emocional fica acima de tudo no futebol. Mas a parte física estava normal", ponderou.

Além de Campeiz, o preparador de goleiros Haroldo Lamounier também foi demitido. A preparação física ficou a cargo de Celso Rezende, que chegou com Dorival, e Pedro Campos, que já estava no profissional desde janeiro após começar em Cotia. No lugar de Haroldo, entrou Marco Antônio Trocourt, que tem Octavio Bittencourt como assistente.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos