Grupo cheio, postura e mais: por que Corinthians descartou Luciano de volta

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Ronny Santos/Folhapress

    Luciano quebrou vínculo com Corinthians e irá atuar na Grécia

    Luciano quebrou vínculo com Corinthians e irá atuar na Grécia

Autor de 24 gols em 93 jogos com a camisa do Corinthians entre 2014 e 2016, o atacante Luciano poderia ser reforço praticamente gratuito para Fábio Carille. Mas, por motivos distintos, deixou o clube de graça nesta semana.

Em troca da manutenção de 25% de direitos econômicos do atacante, que tem 24 anos, o Corinthians liberou Luciano para jogar pelo Panathinaikos-GRE. O negócio foi considerado satisfatório pela direção, já que ele tinha contrato somente até dezembro e sairia gratuitamente ao fim do ano. 

Mas, entre torcedores, houve quem questionasse se o atacante com boa média de gols com a camisa do clube não poderia aportar qualidades ao elenco líder do Brasileirão. Especialmente porque Kazim, reserva de Jô, marcou somente um gol no ano e sofre críticas.

Mas, confiante na recuperação do jogador turco, Carille ainda aposta fichas no jovem centroavante Carlinhos. E pelas pontas, onde Luciano preferencialmente joga, o elenco tem muitas opções: os titulares Jadson e Romero, os reservas Marquinhos Gabriel, Pedrinho, Clayson e Clayton, que pode sair para a Itália.

Entre colocar outro nome em um grupo considerado inchado, pagar salários e perder Luciano de graça em dezembro, o Corinthians entendeu ser mais inteligente economizar no momento e criar a perspectiva de faturar com uma futura transferência feita pelo clube grego, onde assinou por três anos. O clube se de deu bem recentemente com esse expediente na ida de Petros ao São Paulo e conserva porcentagens de nomes como Malcom e Felipe, entre outros. 

Além disso, dentro da comissão técnica há quem tenha resistência à postura de Luciano desde a passagem anterior pelo Corinthians - nos últimos 12 meses, jogou emprestado ao Leganés-ESP. Segundo essas pessoas, o atacante seria excessivamente deslumbrado nos bons momentos e muito irregular em treinamentos e jogos. Os antigos empresários do jogador - um deles chegou a ser preso pela polícia federal, e solto recentemente - também trouxeram dores de cabeça para a direção em tempos recentes. Hoje, ele é representado pela empresa Art Sports.  

Publicamente, Luciano ainda deixou claro que preferia jogar na Europa a seguir no Brasil, do qual teve propostas de Cruzeiro e Botafogo, o que também impossibilitou qualquer chance de renovação com o Corinthians. Em 2015, pouco antes de lesionar o joelho com gravidade na Vila Belmiro, ele teve transferência praticamente definida ao Benfica-POR por cinco milhões de euros. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos