Recuperação de Cueva e Wellington Nem passa a ser missão de Dorival no SP

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

A estreia no comando do São Paulo serviu para Dorival Júnior detectar a necessidade de resolver um problema. No empate por 2 a 2 com o Atlético-GO, no Morumbi, ficou claro para o treinador que será preciso recuperar Cueva e Wellington Nem. Entre os principais jogadores do elenco tricolor, os dois, mais uma vez, não conseguiram render o esperado.

Cueva pouco criou durante a partida e ainda falhou no lance do primeiro gol do adversário. Já Wellington Nem parecia ter dificuldade para dar sequência às jogadas. Como consequência, os dois deixaram o gramado vaiados pela torcida. Dorival, no entanto, tenta destacar os pontos positivos da dupla, que pode ter mais uma chance para mostrar serviço no domingo, contra a Chapecoense.

"Se eles continuarem reagindo, como fizeram em campo, vão se recuperar, também, perante ao torcedor. Vamos ter mais calma. Daqui a pouco, teremos outro caminho. Sei que é um momento difícil, justificar um oitavo resultado negativo, isso complica a sequência, mas vi coisas boas. E prefiro ficar com essas coisas boas e motivar a valorizar para buscar o resultado", disse Dorival Júnior.

O meia peruano era considerado o principal jogador do time no início da temporada. Em março, ele sofreu uma lesão durante partida das Eliminatórias para a Copa do Mundo, contra o Uruguai, e não retomou mais o bom rendimento. De lá para cá, ele ganhou peso e completou 12 partidas sem balançar as redes e dar assistências - antes ele havia marcado sete gols em 11 duelos.

Já Wellington Nem ainda não conseguiu emplacar uma sequência no Tricolor. Emprestado pelo Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, até o fim da temporada, ele até teve um bom início durante a Florida Cup, em janeiro, nos Estados Unidos. Porém, logo caiu de rendimento e passou a ser questionado. No total, disputou 20 partidas e marcou apenas um gol.

O atacante também sofreu com as lesões. Ainda na estreia oficial, contra o Audax, pelo Campeonato Paulista, teve estiramento no adutor da coxa esquerda e desfalcou o São Paulo em seis partidas. Já na semifinal do Estadual com o Corinthians, lesionou o menisco do joelho esquerdo e precisou ser submetido a uma artroscopia - por isso ficou longe dos gramados no início do Brasileiro. No clássico com o Santos, ainda ficou fora de campo por conta de uma lombalgia.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos