Ano para esquecer? Lugano não viaja com São Paulo para enfrentar a Chape

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • Marcelo D. Sants/Estadão Conteúdo

    Lugano não deve ser utilizado no jogo contra a Chapecoense

    Lugano não deve ser utilizado no jogo contra a Chapecoense

Até agora, Lugano não tem muitas memórias positivas de 2017. No total, o São Paulo disputou 39 jogos e o zagueiro entrou em campo apenas 11 vezes. Em mais um capítulo dessa história, ele ficou fora da lista de relacionados para a partida deste domingo (16), contra a Chapecoense. Por isso, o uruguaio nem sequer viajou com os companheiros neste sábado, para Santa Catarina. Afinal, não teria sentido a comissão técnica levar um jogador que não poderá ser utilizado.

De acordo com o regulamento do Campeonato Brasileiro, uma equipe pode contar no máximo com cinco estrangeiros em cada partida. No caso do São Paulo, Dorival deve repetir a formação utilizada no empate por 2 a 2 com o Atlético-GO, na quinta-feira. Desta maneira, Buffarini, Arboleda, Jonatan Gómez, Cueva e Lucas Pratto serão os jogadores não-nascidos no país. A única possibilidade de isso não acontecer é uma mudança repentina de planos do treinador, como alguma lesão. 

Segundo apurou a reportagem, Lugano encarou com naturalidade tal situação. Experiente, o jogador, de 36 anos, tem consciência de que os colegas estrangeiros podem ser mais importantes dentro de campo neste momento. O uruguaio, porém, não abriu mão do seu papel de líder dentro do time. Contra o Atlético-GO, por exemplo, fez questão de ir ao Morumbi para acompanhar a partida e foi ao vestiário para dar apoio aos colegas.

Essa não é a primeira dor de cabeça que o zagueiro teve neste ano. O jogador viveu o último mês sem a certeza de que continuaria a temporada no São Paulo. Ele tinha contrato com o clube somente até o fim de junho e a diretoria não se mostrava disposta a renovar o vínculo. Apenas uma semana antes do término do acordo, uma proposta foi apresentada. Apesar de ter ficado chateado com a postura do clube, Lugano aceitou a oferta.

Com o novo contrato, o uruguaio viu o seu salário ser reduzido em R$ 100 mil. O clube alega que ele poderá recuperar esse valor com uma partida de amistosa de despedida do São Paulo no fim da temporada. No caso, ele terá direito a 40% do que o Tricolor arrecadar com o duelo.

Para completar, assim como o restante do elenco, o defensor também sofre com a campanha do São Paulo no Campeonato Brasileiro. Com apenas 12 pontos em 13 partidas, o São Paulo ocupa a 17ª posição na tabela, abrindo da zona do rebaixamento.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos