Em alta: 5 laterais brasileiros agitam mercado e podem trocar de time

Vanderson Pimentel

Do UOL, em São Paulo

  • Montagem/UOL

Qual será o futuro da lateral esquerda da seleção brasileira nos próximos anos? Os 29 anos de Marcelo e os 31 de Filipe Luís indicam que numa eventual classificação para a Copa do Mundo de 2022, o Brasil teria outros dois jogadores para a posição. A boa notícia é que aparentemente isso não será um grande problema.

As safras do início dos anos 2010 até os dias atuais mostram uma espécie de 'ostentação' do Brasil na lateral esquerda e indicam um futuro próspero. A fase é tão boa que o ex-santista Emerson Palmieri se naturalizou recentemente para jogar pela seleção italiana após boas apresentações pela Roma. O caminho pode ser seguido também Alex Telles, titular absoluto do Porto e que admitiu a possibilidade de atuar pela Azzurra.

A outra amostra disso passa pela janela europeia de transferências. Por mais que até agora Ederson, Douglas Costa e Daniel Alves tenham sido os grandes protagonistas do Brasil no mercado da bola, as especulações e propostas envolvendo ao menos cinco laterais esquerdos evidenciam que estes atletas estão em alta no mercado.

Veja laterais-esquerdos brasileiros que podem mudar de clube nesta janela:

Alex Sandro (Juventus)

Laurence Griffiths/Getty Images

Titular absoluto da Juventus, Alex Sandro é um dos principais desejos de Antonio Conte no Chelsea. No entanto, o clube italiano não mostrou muita disposição em vendê-lo e chegou a recusar uma proposta de 60 milhões de euros (R$ 220,8 milhões) feita pelos ingleses ao brasileiro de 26 anos. O lateral ex-Santos e ex-Porto também já foi especulado em Manchester City e Paris Saint-Germain.

Wendell (Bayer Leverkusen)

JONAS GUTTLER/AFP
Wendell comemora gol pelo Bayer Leverkusen

 

A grave lesão no joelho sofrida por Emerson Palmieri e a venda do português Mario Rui ao Napoli farão a Roma ir atrás de um novo lateral esquerdo. E um dos nomes mais cotados é o de Wendell. Ex-Grêmio, o lateral do Bayer Leverkusen, que tem como principal característica o bom apoio ao ataque, se encaixa no perfil requisitado pelo técnico Eusebio Di Francesco, apesar das negativas do clube alemão em negociá-lo.

Dalbert (Nice)

Fred Tanneau/AFP Photo
Dalbert é lateral-esquerdo e atua pelo Nice

A surpreendente temporada 2016/2017 do Nice fez com que o nome de um desconhecido brasileiro despontasse entre os jogadores mais desejados na janela de transferências. Com passagens pelas categorias de base de Fluminense e Flamengo, Dalbert despontou em Portugal, e nos últimos dias recebeu uma proposta de Inter de Milão de 20 milhões de euros (R$ 72,35 milhões), que o próprio jogador classificou como "irrecusável". Juventus e Liverpool também fizeram propostas pelo atleta de 23 anos.

Guilherme Arana (Corinthians)

Ale Cabral/AGIF
Guilherme Arana comemora gol pelo Corinthians

Grande protagonista da vitória do Corinthians sobre o Palmeiras, Guilherme Arana já foi alvo de três clubes do exterior até agora. Procurado por Bayer Leverkusen, o jogador já recebeu uma proposta do CSKA e pode ser envolvido numa troca com o Bordeaux que pode deixar o zagueiro Pablo em definitivo no time alvinegro. No entanto, a pedida de até R$ 73 milhões e a exigência do Corinthians para que o lateral só deixe o clube em dezembro podem deixar Arana por mais tempo na equipe paulista.

Zeca (Santos)

Ricardo Saibun/Santos FC
Zeca atuando pelo Santos

A recusa do São Paulo em vender Júnior Tavares fez o Ajax tentar a contratação de outro lateral esquerdo brasileiro. E o escolhido pelo clube holandês foi Zeca, do Santos. O clube holandês ofereceu 6 milhões de euros (R$ 22,2 milhões) pelo jogador, mas o time praiano, que já recusou uma proposta do Atlético de Madri no ano passado, deve pedir algo em torno de 10 milhões de euros (R$ 36 milhões) pelo lateral que pode atuar pelos dois lados do campo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos