STJD pune Vasco em R$ 3 mil por adiar volta ao campo e copo arremessado

Do UOL, em São Paulo

  • Celso Pupo/FotoArena/Estadão Conteúdo

 

Auditores do Superior Tribunal de Justiça Desportiva decidiram nesta terça-feira punir o Vasco em R$ 3 mil após atrasar em dois minutos o início do segundo tempo da partida vencida pelo time cruzmaltino por 1 a 0 sobre o Avaí, e também pelo arremesso de um copo plástico em direção à PM, em São Januário.

Além do clube carioca, o técnico do Avaí, Claudinei Oliveira, e seu auxiliar Evandro Carnilato foram julgados por reclamações relatadas na súmula. No entanto, ambos foram apenas advertidos pelo tribunal. O Vasco pode recorrer da decisão.

Para Paulo Rubens, advogado do Vasco, o clube deve ser absolvido. "O capitão disse que levou e o árbitro relatou. A excludente diz que o clube deve ser absolvido quando há a identificação e condução do torcedor. Além disso, o copo não tem potencial lesivo que possa gerar a aplicação da perda de mando de campo", defendeu.

Já o advogado do Avaí Felipe de Macedo defendeu o técnico e auxiliar do time catarinense. "Na súmula o árbitro diz que reclamaram, mas não consta desrespeito ou expulsão. Por entender que a denúncia nem deveria ter sido produzida, a defesa entende pela absolvição de ambos".

A partida, válida pela oitava rodada do Brasileiro, ocorreu no dia 18 de junho, em São Januário. Na ocasião, o Vasco derrotou o Avaí por 1 a 0 com gol do lateral direito Yago Pikachu.

  

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos